Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

Como uma roldana fixa na vertical, a porta (re)andava. Miguinho empurrava-a para frente e para trás, imitando, sorrateiramente, o barulho estrondoso de uma motorizada a dois tubos. Os olhos eram faróis; a boca, reclamos. Eram buzi-gritos em atropelos fictícios. Pendurava-se no volante-fechadura e arrastando, por vezes, o pé-travão pelo chão, a porta fazia gemidos sonantes como se os gonzos se desprendessem da moldura rectangular do aro…

—–O que é isso? Porra!

—–Qui é ixo? Pola!

Miguinho gargalhou em jeito de gozo. A face do vovó Fenias enrugou-se, os pés mórbidos hesitaram um (des)compasso e os olhos encovados de raiva fitaram longamente o rostinho negro do rapaz, enquanto perscrutavam nas entranhas a razão por que decorreu aquela imitação copiosa.

—– Vovó vai bater muito!

Fugiu. Meteu-se no cantinho escuro do quarto – de sua mãe – e, com as mãos no rosto, escondeu o todo do seu corpo, temia a mão furiosa do vovô Fenias.

No quarto, a escuridão e o silêncio fundiram-se e Miguinho apercebeu-se de que não estava num jardim-de-infância e não era o avô, um palhaço de circo, entretendo-o com brincadeiras infantis que terminam em lições de moral. Saiu, calmo. Tinha medo de acordar os grandes monstros habitantes do escuro e sua legião de seguidores para o devorarem. Correu para a porta e espreitou: o vovó Fenias, recostado na habitual cadeira de braços, fumava um cigarro, de cuja fumaça (re)desenhava finíssimos fios brancos que seguiam o vento e se desfaziam no ar. Miguinho imitou-o: sentou no degrau, inclinou-se para trás e, encostando dois dedos nos lábios e acompanhando o movimento respiratório, repuxava, ofegante, o ar e expelia-o como se de fumo se tratasse…quanto se apercebeu de que o velho o ignorava, Miguinho retornou, então, à porta-brinquedo, aos olhos faróis, à boca-reclamos e aos buzi-gritos.

Com o regresso da mãe, à tarde, Miguinho recontara o sucedido. A palavra “mamã” repetia-se, associava-se à “polta”enquanto o dedinho indicava a porta do quarto; seguiu-se o “uuumm” de uma mota e, por fim, a palavra “vovó” reprovada com um olhar cabisbaixo. A mãe observava-o, atenciosamente. O instinto materno fê-la perceber que Miguinho estava queixoso de algo, mas quando o velho Fenias aproximou-se deles com ar preocupante, o rapaz escondeu-se na capulana.

—–Que educação é essa, a do seu filho?

—–Porquê, papá?

—–Quando lhe chamo atenção parece que ponho mais lenha ao lume. Não me ouve. E que mania dele de andar a imitar palavras dos adultos!?

—–É normal, papá, afinal é uma criança! Aprende tudo o que lhe aparece à frente. O correcto é evitar dizer muita coisa. Mas o que houve hoje? Ele parece-me queixoso!

—– Queixoso?

Retorquiu o velho Fenias. O sorriso ingénuo de Miguinho sumiu-se. Reinava nele o medo que os adultos têm da morte. E que ele tem dos adultos.

—– Sim, queixoso.

—–Ora, queixoso devia eu estar!

—– O que aconteceu?

—– Toda a manhã esteve pendurado na porta, a fingir-se de motorista e a viajar para sei lá onde. Mesmo depois de proibi-lo, à tarde, repetiu a brincadeira…

—– Ah, a porta do quarto. Sim! Ele gosta de brincar com a porta do quarto…

—–E está a soltar-se aos poucos. Veja que um dia lhe venha cair por cima. Já não tenho idade para consertos. Vê lá o que fazes.

—–Está bem, papá, vou arranjar um carpinteiro.

E o velho arrastou-se para o quintal onde a cadeira de braços, o cigarro e o pôr-do-sol o aguardavam para juntos despedirem o dia.

À porta fechada, o nyandayeyo (socorro! Acudam!) de Miguinho ecoou vizinhança fora, quando, a mãe, de chinelo em punho, arremessava dolorosos aterros “educativos”, cobrando-lhe no corpo a razão de desobediência pelos mais velhos.

Uma incursão solar havia ocorrido, quando, pela manhã, o velho Fenias adentrou no quarto e surpreendeu-se com Miguinho, inconsciente e pálido, deitado no chão frio de cimento. A porta pesada cobria-lhe o corpo e coágulos de sangue jorravam pela boca e narinas…

Pseud:ganhanguanemasseve

In :inédito

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction