MAIS de novecentas famílias cujas residências foram abrangidas pelo novo traçado da EN6, que parte da cidade portuária da Beira, em Sofala, até à fronteira de Machipanda, na província de Manica, vão ser reassentadas, num processo que arranca próximo ano.

O ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos garantiu estarem criadas todas as condições para o início do processo de reassentamento das famílias que serão transferidas para dar lugar às obras de ampliação da Estrada Nacional Número Seis. Carlos Bonete afirmou que técnicos do sector das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos terminaram no mês passado o esboço do plano de reassentamento da área onde serão erguidas novas habitações das famílias abrangidas. Segundo Bonete, é necessário ter em atenção as habitações e outros estabelecimentos comerciais das famílias abrangidas pelo traçado, principalmente nos povoados existentes em toda extensão da estrada, desde Beira até Machipanda.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 64,13 65,40
ZAR 4,84 4,93
EUR 69,90 71,28

28.04.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

DENTRO de uma semana, ou seja a 5 de Maio, termina a trégua militar ...
2017-04-27 23:30:00
DE entre muitas, lembro-me do termo de café que Benjamim Faduco, jornalista ...
2017-04-27 23:30:00