Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

MIL e trinta apartamentos serão construídos em breve no bairro Chamissava, no Distrito Municipal Ka Tembe, para reassentar as famílias a serem movimentadas no âmbito do projecto de implantação da Maputo/Catembe.

Segundo um comunicado da Empresa de Desenvolvimento de Maputo Sul, responsável pela iniciativa, os apartamentos estarão distribuídos em prédios de até quatro pisos, estando actualmente em preparação o arranque da sua construção.

Os condomínios servirão igualmente para acolher os agregados cujas residências serão destruídas para dar lugar à construção de estradas, uma vez que o projecto inclui, além da ponte em si, vias de acesso a partir da Catembe para Ponta d’Ouro, Bela Vista e Boane.

Os prédios, que poderão atingir o número de 50, serão implantados numa área de 28 hectares, zona que passará ainda a possuir uma rede de infra-estruturas e serviços complementares básicos como estradas, água, saneamento, energia eléctrica e comunicações.

Um dos últimos balanços da Empresa de Desenvolvimento Maputo Sul e Conselho Municipal da capital indicava um total 920 famílias abrangidas pelo traçado da ponte e estradas da Catembe para Ponta d’Ouro, Bela Vista e Boane. 

Para o feito, a Maputo Sul, responsável pela iniciativa, acaba de solicitar a apresentação, por parte de empresas elegíveis, de elaboração do projecto executivo e construção dos condomínios habitacionais.

O Presidente do Conselho de Administração da Maputo Sul, Paulo Fumane, disse recentemente que os primeiros prédios deverão ser concluídos antes de Abril do próximo ano para a partir daquele mês ou Maio acolher as famílias actualmente residentes na encosta da Malanga, do lado de cá da cidade.

A correria prende-se com a necessidade de libertar aquela zona com vista ao arranque da construção do segundo encontro da ponte. Na Catembe as obras já arrancaram, estando-se agora a implantar as primeiras estacas e o maciço de ancoragem da infra-estrutura.

Embora se acredite que grande parte do universo dos abrangidos passe para as “flats”, a fonte ressalvou que alguns quererão certamente ser reassentados em vivendas, onde possam usar o pátio para outras finalidades.

Face ao cenário, decorrem encontros de auscultação às famílias abrangidas para aferir as suas sensibilidades.

Na mesma ocasião a fonte ressalvou que, tendo em conta o prazo apertado para a construção de tantos prédios e todas componentes de urbanização, desde o parcelamento da área, arruamentos e colocação de serviços básicos, como água, saneamento e outros, as obras serão divididas em lotes, o que permitirá o envolvimento de diversos empreiteiros.

A construção dos 50 prédios essencialmente para o reassentamento dos abrangidos pelo projecto da ponte Maputo/Catembe e respectivas estradas é já vista como o primeiro passo do processo de urbanização daquela zona da capital.

As estimativas apontam que como resultado directo da ponte e estradas o DM Ka Tembe, actualmente com perto de 25 mil habitantes, acolha cerca de 400 mil pessoas dentro dos próximos 10 a 15 anos.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction