Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

O PRESIDENTE do Conselho Municipal de Maputo, David Simango, afirmou que a requalificação do Mercado de Xipamanine, na capital do país, é o próximo projecto da autarquia com vista a melhorar a actividade do comércio na cidade.

Simango, que falava depois da reinauguração do Mercado Central de Maputo, depois de uma reabilitação de vulto e modernização, disse que já estão a ser dados passos importantes rumo à concretização da iniciativa.

Sem avançar detalhes, David Simango afirmou que a reabilitação do Mercado do Xipamanine é uma prioridade e a mesma poderá arrancar numa data não muito distante.

Simango não se referiu a montantes envolvidos nessa obra, mas afirmou que o município já está a trabalhar para conseguir financiamento para a implementação deste projecto.

O “Notícias” soube que um grupo de arquitectos já está a trabalhar num plano para a requalificação do Mercado do Xipamanine. A ideia é que o local possa contar com infra-estruturas diversas, incluindo de interesse cultural.

A ideia é requalificar todo o mercado, tanto a zona formal como a informal, prevendo-se também a construção de edifícios para habitação na área adjacente. A equipa de arquitectos está a estudar os moldes em que as diversas intervenções, no âmbito da requalificação, vão ser feitas.

Pretende-se acabar com o problema de existir, por exemplo, produtos como carne, peixe e outros frescos vendidos no chão.

Sobre o Mercado Central, David Simango disse que as obras levaram um período de um ano e meio e custaram cerca de 116 milhões de meticais. A empreitada esteve a cargo da construtora Soares da Costa, sob fiscalização da Técnica Engenheiros e Construtores.

“Neste momento, os cerca de 500 vendedores do mercado estão em melhores condições de exercer as suas actividades comerciais e os utentes ou compradores farão as suas compras num local aprazível”, afirmou.

Acrescentou que a reabilitação desta infra-estrutura é resultado de um conjunto de acções programadas pelo município, com vista ao melhoramento da actividade de comércio formal e informal.

As obras decorreram em três fases, a primeira das quais abrangeu a reabilitação da parte frontal, do lado da Av. 25 de Setembro, donde os comerciantes foram transferidos para infra-estruturas provisórias a fim de garantir a realização do trabalho.

A segunda etapa, iniciada em meados do ano passado, visava melhorar a parte traseira do mercado, do lado da Avenida Zedequias Manganhela, a construção de novas lojas para quinquilharias, artesanato e novas bancas para a venda de hortícolas, fruta, flores e outro tipo de produtos.
Na última, os trabalhos consistiram em retoques para devolver a imagem original daquela infra-estrutura social.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction