Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

O processo para a instalação da primeira unidade canina de combate ao contrabando de produtos de fauna bravia está a ser concluído, devendo arrancar, em breve, com as operações nas instalações do Aeroporto Internacional de Maputo, na capital do país.

De acordo com uma fonte ligada ao processo, citada pela AIM, no espaço onde está a ser instalada a referida unidade estão a ser finalizadas as obras dos canis, colocação de água e energia, entre outros acabamentos.

A unidade será composta por seis canis, infra-estruturas para o alojamento para os portadores e instrutor dos cães. Segundo escreve hoje o “domingo”, pelo decorrer dos trabalhos, espera-se que em Setembro a unidade entre em operação.

Numa primeira fase, segundo ainda o jornal, foram cedidas quatro raças de cães treinados e seleccionados, todos oriundos da Tanzânia, designadamente dos tipos “Pastor Belga Malinois”, “Pastor Alemão”, “Pastor Holandês” e um “Cocker Spaniel”, e quatro portadores e um instrutor e que foram treinados durante dois meses e meio na Tanzania.

A entrada em operação da unidade canina marca o arranque de um processo que deverá ser expandido para outros terminais aeroportuários nacionais, que recebem tráfego internacional.
Moçambique tem vindo a ser apontado como sendo um corredor preferencial do contrabando de produtos de fauna, tendo como 'palco' o Aeroporto Internacional de Maputo. Pretende-se que todas as forças ali posicionadas, a Polícia da República de Moçambique (PRM), Alfândegas e outras, redobrem esforços para interceptar troféus. 

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction