A Directora-Geral do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC), Augusta Maita, revelou sexta-feira, em entrevista ao “Notícias”, que a sua instituição está a trabalhar em parceria com o Conselho Autárquico da Beira na identificação de pessoas mais afectadas pelo ciclone Idai, nesta cidade,de forma a melhorar a sua assistência. LEIA MAIS

 

Comments

O GOVERNO dos Estados Unidos da América (EUA) anunciou ontem,na cidade da Beira,que está a mobilizar fundos para intervir na reconstrução das regiões devastadas pelo ciclone tropical Idai  e inundações no Centro do país. Leia mais

Comments

A ORGANIZAÇÃO das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), em coordenação com o Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar (MASA), iniciou esta semana a distribuição de 180 toneladas de sementes e ferramentas a camponeses das áreas devastadas pelo ciclone Idai e cheias nas províncias de Sofala e Manica.

Numa primeira fase, a iniciativa, que contempla o universo de 15 mil famílias, arrancou na província de Sofala, concretamente na zona de Ndejha, localidade de Lamego, no posto administrativo de Tica, em Nhamatanda, devendo se estender a Dombe, Manica.

Cada agregado beneficiário recebe kits contendo oito quilogramas de semente de milho e quatro de feijão do ciclo curto, que estarão prontas para a colheita 90 dias depois do plantio, para além de enxadas e catanas e ainda arroz e óleo alimentar para consumo durante duas semanas.

Falando ontem ao matutino Notícias, o representante da FAO em Moçambique, Olman Serrano, sublinhou que a iniciativa visa apoiar as famílias na segunda época. As duas províncias produzem aproximadamente 25 por cento dos cereais do país. 

A maioria dos produtores da região Centro do país perdeu quase todo o seu stock de sementes, assim como as culturas que já se apresentavam prontas para a colheita, numa área total de mais de 750 mil hectares.

Serrano avançou que, para além de consumo, as famílias beneficiárias poderão também produzir as suas próprias sementes para lançar à terra em Outubro, altura em que arrancará, no país, a próxima campanha agrária 2019-2020.

Por seu turno, o titular da pasta de Agricultura e Segurança Alimentar, Higino de Marule, considerou que este gesto de solidariedade vai restabelecer a segurança alimentar.

Explicou que a integração de mantimentos no pacote distribuído pelo Programa Mundial para Alimentação (PMA) visa desencorajar o consumo da semente por parte dos beneficiários.

Apelou a outros parceiros para seguirem o exemplo da FAO, num país em que 80 por cento da população depende da agricultura como meio de subsistência.

Comments

Oito pessoas morreram, devido a cólera, na província de Sofala, de acordo com uma nota de actualização da situação epidemiológica após o ciclone Idai, disponibilizada ao “Notícias” pelo Ministério da Saúde, na última quinta-feira.

O comunicado dá conta que de, 27 de Março a 11 do corrente mês, já foram registados quatro mortes na cidade da Beira, sendo os restantes ocorridos em Nhamatanda e Dondo, com dois casos cada.

No documento que recebemos, consta que dos 4.661 doentes registados com coléra, na cidade da Beira e nos distritos de Nhamatanda, Dondo e Buzi, 3407 deram entra nas unidades sanitárias da Beira, sendo que 3.385 tiveram alta e 18 permanecem sob cuidados médicos.

Entretanto, a campanha de vacinação contra a cólera, que teve lugar entre 3 e 9 de Abril, nos pontos mencionados, houve uma taxa de cobertura de 98,6 por cento, correspondente a 803.125 pessoas vacinadas.

Explica-se que os números indicados representam o cumprimento da meta preconizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) que determina que em caso de surto, deve-se vacinar pelo menos 80 por cento da população-alvo para bloquear a transmissão da doença.

Comments

Peritos de navegação internacional trabalham, esta semana, na cidade da Beira, na operação de retirada da draga Aruângua, que se encontra encalhada, depois de ter sido arrastada pelos ventos do ciclone Idai.

O processo de retirada da draga, que está retida há mais de 15 dias na zona de convergência das águas do mar e do rio Búzi, está a acontecer no meio de dificuldades, devido ao lodo e ramos de mangal, que se encontram no local.

O presidente do conselho de Administração da Empresa Moçambicana de Dragagem (EMODRAGA), Domingos Bié, disse que os ventos arrastaram também a draga Alcântara Santos, que foi retirada no passado dia 21 de Março.

Apesar de as duas dragas não estarem a operar, Domingos Bié, garantiu que o canal de acesso ao Porto da Beira oferece condições de navegação, para receber todo o tipo de navios.

“Felizmente, quando nos atinge este furação já tínhamos boas condições de navegabilidade no canal”, disse.

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction