A NECESSIDADE de um sistema de certificação electrónica para a realização de transacções electrónicas seguras em Moçambique dominou o debate sobre a Lei que rege a matéria, realizado esta semana na sede da Ordem dos Advogados.

O evento, em que participaram 40 membros, foi aberto pelo respectivo bastonário, Flávio Menete, que se referiu à importância deste dispositivo legal na regulação do uso das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), frisando que ela vai garantir que toda a sociedade se sinta confortável no mundo virtual.

“Qualquer um de nós tem a necessidade de lidar, no dia-a-dia, com as TIC e é importante que todos nós contribuamos para que a lei seja implementada correctamente”, disse o bastonário, exortando os associados a darem subsídios para o processo da sua regulamentação e implementação.

Entre os sectores representados no debate destacam-se empresas de telefonia móvel e da banca, cujos advogados apelaram, insistentemente, para uma regulamentação rápida e implementação do sistema de certificação electrónica, de modo a resolverem-se muitos dos problemas com que as empresas se têm deparado no uso das tecnologias.

Em resposta aos apelos, o director-geral adjunto do INTIC, Augusto Nunes, disse estar em curso um trabalho coordenado com o Instituto Nacional das Comunicações de Moçambique (INCM), o Banco de Moçambique e o Instituto Nacional de Normalização e Qualidade (INNOQ) para a regulamentação da lei.

Disse que está também em curso um programa de formação técnica de quadros nacionais para a implementação de um sistema de certificação electrónica, com o financiamento da União Europeia.

Mais recentes

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 23 Fevereiro 2018
A TRAGÉDIA que se abateu sobre a cidade de Maputo, na madrugada desta segunda-feira, matando 16 pessoas e ferindo outras tantas, em consequência do deslizamento do lixo nas proximidades do aterro de Hulene, chama à atenção para a necessidade de reflectirmos sobre o... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Pressão social empurra meninas para uniões...
Sexta, 23 Fevereiro 2018
Raparigas da localidade de Massaca, distrito de Boane, queixam-se da pressão social e dizem que está na origem dos casamentos prematuros. Com efeito, é-lhes dito que estando no lar vão dignificar a família e a comunidade, e muitas cedem a este conselho que as empurra para um futuro incerto. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

25.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

PARECE haver motivos bastantes para emprestar as palavras do polémico ...
2018-02-24 00:30:00
O SONO é um veneno que embriaga, paralisa o corpo, corta os movimentos e guia ...
2018-02-24 00:30:00
“Ide por todo o mundo, anunciai a Boa Nova a toda criatura” – Mc ...
2018-02-23 00:30:00
Há reportagens antigas  – nos jornais e televisões -  ...
2018-02-23 00:30:00
SÓ posso começar o presente texto dizendo mesmo isto: INAE, já ...
2018-02-23 00:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1924 visitantes em linha