Cercade 36 mil crianças de 12 escolas do ensino primário vão beneficiar de um programa de educação ambiental, como resultado de um memorando de entendimento celebrado, há dias, na cidade de Maputo, entre a Cooperativa Ntumbuluko e a empresa Cervejas de Moçambique.

Com a duração de três anos, o acordo vai abranger escolas da cidade e província de Maputo, Sofala e Nampula. Dentre as actividades previstas, consta a realização de oficinas ambientais, palestras, uso de lixo orgânico como fertilizante e reciclagem.

Segundo Carlos Serra, signatário do acordo em representação da Cooperativa Ntumbuluko, a acção vai ajudar a tornar as escolas num espaço ambientalmente saudável. Na ocasião disse ser necessário que actividades deste género sejam desenvolvidas em instituições do ensino primário, pois as crianças são mais receptivas e podem se transformar em agentes de mudança.

“Esperamos que os menores que participam neste tipo de iniciativas estejam capacitados para passar a mensagem aos pais, ajudando-os na mudança de mentalidade”, disse.

A ideia do representante da Cooperativa Ntumbuluko é que a acção seja replicada para mais escolas, e que a educação ambiental seja uma acção contínua. Serra disse esperar que mais entidades se juntem a esta acção e/ou façam outras do género, como forma de ajudar a lutar contra o lixo.

Hugo Gomes, em representação da CDM, disse que o acordo é renovável e anualmente vai abranger quatro escolas. Espera que no fim da vigência do memorando, as comunidades estejam mais abalizadas sobre as questões ambientais.

Mostrando outras formas de usar os resíduos sólidos, Serra ofereceu um quadro feito com material reciclado.

Mais recentes

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 20 Outubro 2017
O PRESIDENTE da República, Filipe Nyusi, manifestou há dias, e de forma particularmente severa, a sua preocupação em relação aos elevados índices de corrupção que se registam no país, tanto no sector público quanto no... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Caia vira corredor de desenvolvimento
Quinta, 19 Outubro 2017
O ADMINISTRADOR do distrito de Caia, João Saize, considerou, há dias, em entrevista ao nosso Jornal, que nos últimos oito anos a região se transformou num verdadeiro corredor de desenvolvimento, com a entrada em funcionamento da Ponte Armando Guebuza, em Agosto de 2009. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

HÁ alguns anos, o Governo do ex- presidente moçambicano, Joaquim ...
2017-10-20 23:30:00
MAIS um linchamento ocorreu ao princípio desta semana na cidade da Beira, ...
2017-10-20 23:30:00
TURMA, não posso ignorar esta chamada, serei rápido. Enquanto estou ...
2017-10-20 23:30:00
MOCÍMBOA da Praia, na província de Cabo Delgado, está desde ...
2017-10-19 23:30:00
Passam cerca de duas semanas que contei a história onde o personagem ...
2017-10-19 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1674 visitantes em linha