Cercade 36 mil crianças de 12 escolas do ensino primário vão beneficiar de um programa de educação ambiental, como resultado de um memorando de entendimento celebrado, há dias, na cidade de Maputo, entre a Cooperativa Ntumbuluko e a empresa Cervejas de Moçambique.

Com a duração de três anos, o acordo vai abranger escolas da cidade e província de Maputo, Sofala e Nampula. Dentre as actividades previstas, consta a realização de oficinas ambientais, palestras, uso de lixo orgânico como fertilizante e reciclagem.

Segundo Carlos Serra, signatário do acordo em representação da Cooperativa Ntumbuluko, a acção vai ajudar a tornar as escolas num espaço ambientalmente saudável. Na ocasião disse ser necessário que actividades deste género sejam desenvolvidas em instituições do ensino primário, pois as crianças são mais receptivas e podem se transformar em agentes de mudança.

“Esperamos que os menores que participam neste tipo de iniciativas estejam capacitados para passar a mensagem aos pais, ajudando-os na mudança de mentalidade”, disse.

A ideia do representante da Cooperativa Ntumbuluko é que a acção seja replicada para mais escolas, e que a educação ambiental seja uma acção contínua. Serra disse esperar que mais entidades se juntem a esta acção e/ou façam outras do género, como forma de ajudar a lutar contra o lixo.

Hugo Gomes, em representação da CDM, disse que o acordo é renovável e anualmente vai abranger quatro escolas. Espera que no fim da vigência do memorando, as comunidades estejam mais abalizadas sobre as questões ambientais.

Mostrando outras formas de usar os resíduos sólidos, Serra ofereceu um quadro feito com material reciclado.

Mais recentes

Breves

Editorial

Editorial
Sexta, 18 Agosto 2017
A NOTÍCIA sobre a suspensão da importação, pela Índia, do feijão-bóer caiu que nem uma bomba para todos quanto investiram na cadeia de valor deste produto, por terem acreditado que se estava perante uma grande oportunidade para ter algum rendimento. Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Nampula em foco: Tijolo a tijolo Murrupula vai...
Quinta, 17 Agosto 2017
O DISTRITO de Murrupula, na província de Nampula, está a implementar um programa de massificação de uso de tijolo queimado na construção de infra-estruturas, com destaque para habitações da população, escolas, unidades sanitárias e estabelecimentos comerciais, facto que se reflecte na mudança da vida do distrito. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quizenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,73 61,93
ZAR 4,52 4,61
EUR 71,32 72,73

08.08.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

HÁ alguns anos que tenho tido o privilégio de fazer a cobertura das ...
2017-08-18 23:30:00
NA próxima quarta-feira os angolanos vão a voto, naquilo será o ...
2017-08-18 23:30:00
HÁ dias meti o meu “flash” num computador da faculdade e todos ...
2017-08-18 23:30:00
A IMPRENSA moçambicana tornou público recentemente, a possibilidade de ...
2017-08-17 23:30:00
HOJE queremos, neste espaço, homenagear milhares de crianças ...
2017-08-16 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1827 visitantes em linha