MAPUTO Healthy Care é a inovação tecnológica criada por um grupo de estudantes da Faculdade de Engenharia da Universidade Eduardo Mondlane (EU), com o objectivo de facilitar o acesso ao histórico de saúde dos pacientes dos hospitais moçambicanos.

A aplicação surge pelo facto de os desenvolvedores da iniciativa terem notado que vários cidadãos não têm ficha médica, um factor importante para que as pessoas acedam aos serviços médicos.

“Por exemplo, um cidadão pode ter passado pelo Hospital Central e ter uma ficha médica de lá, mas acaba por criar outra ficha médica num outro hospital, o que pode fazer com que não tenha um histórico verdadeiro da sua condição médica”, justifica grupo.

“Temos casos em que o paciente procura um serviço hospitalar, descobre que é portador de uma doença hereditária, então se tiver um histórico os filhos poderão  ter o conhecimento do seu estado e possivelmente irão evitar, explicouum dos integrantes do grupo”, Denilson Domingos.

A inovação vai ligar hospitais e mantê-los mais próximos do cidadão, permitindo acesso rápido aos serviços de saúde, como também disponibilizar dicas de doenças de época, consoante o período do ano.

“A ideia surgiu no mesmo dia da maratona de jornadas científicas. Recebemos um programa que continha várias áreas que possibilitavam criar soluções tecnológicas e decidimos criar um aplicativo que tem a ver com a saúde”, explicou o programador Luís Pedro Chalé.

Actualmente, o grupo procura reformular os seus objectivos, com o apoio de uma mentoria oferecida pelo Standart Bank e uma assessoria por parte de médicos para os vários problemas de saúde.

O projecto vai possibilitar a geração de estatísticas com relação a vários problemas de saúde, podendo ajudar, tanto instituições privadas, assim como públicas. O lançamento da iniciativa foi marcado para o dia 10 de Novembro, dia da Cidade de Maputo.

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 16 Fevereiro 2018
A autoridade gestora de recursos hídricos anunciou, esta semana, maus dias pela frente, no que diz respeito ao abastecimento de água às cidades de Maputo, Matola e Vila de Boane. Na origem da situação está o facto de a barragem dos Pequenos Libombos, o... Ler mais..

Primeiro Plano

BAIXO NÍVEL DE CAPTAÇÃO DOS PEQUENOS LIBOMBOS:...
Segunda, 19 Fevereiro 2018
A BARRAGEM dos Pequenos Libombos registou uma progressiva redução das reservas de água na sua albufeira, tendo passado de 81 por cento, em Outubro de 2014, para cerca de 20 registado em finais de Dezembro de 2017. Leia mais Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

25.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

LEMBREI-ME ontem das palavras que o Primeiro-ministro, Carlos Agostinho do ...
2018-02-19 00:30:00
DE há alguns meses a esta parte, vem-se falando sobre a possibilidade de a ...
2018-02-19 00:30:00
O PAÍS, de modo particular as zonas norte e centro, está a ser ...
2018-02-17 00:30:00
GLÓRIAMaria, hoje tive a certeza de que a terceira idade é um ...
2018-02-17 00:30:00
DESDE que a 7 de Fevereiro, o mais alto magistrado da nação anunciou, ...
2018-02-16 00:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1770 visitantes em linha