Opinião

Politica

A GOVERNADORA da cidade de Maputo, Iolanda Cintura, distinguiu, terça-feira, com a medalha “Veterano da Luta de Libertação de Moçambique”,20 combatentes que ...

quinta, 27 junho 2019
Leia +

Nacional

A PROVÍNCIA de Maputo progrediu no desenvolvimento da primeira infância (DPI) ao conseguir que mais de 2500 crianças com sinais de atraso psicomotor fossem encaminhados para ...

quinta, 27 junho 2019
Leia +

Desporto

A SELECÇÃO Nacional de Hóquei de Sub-19 segue esta tarde para a cidade espanhola de Barcelona, onde a partir de sábado irá disputar, pela primeira vez, na ...

quinta, 27 junho 2019
Leia +
Pub
SN

Economia

O BANCO Mundial considera que o período propício para o estabelecimento do fundo soberano é de pelo menos dez anos, após o arranque dos projectos de ...

quinta, 27 junho 2019
Read more

Tecnologias

TRACOMA, doença infecciosa que afecta a visão, continua a ser preocupação de saúde pública, em todo o mundo, principalmente, nos países mais pobres, ...

quinta, 27 junho 2019
Leia +

TÉCNICOS e especialistas ambientais de vários sectores nacionais participam hoje e amanhã em Maputo num treinamento sobre estratégias de acesso aos fundos e tecnologias para mitigação das mudanças climáticas.

O objectivo da formação é dotar os quadros de perícia para analisar políticas e relatórios de inventários nacionais de gases de efeito estufa elaborados no âmbito da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (UNFCC). Pretende-se, assim, que eles saibam ainda identificar oportunidades de mitigação que serão inclusas no documento sobre as Acções Nacionais Apropriadas de Mitigação (NAMA’s) a ser enviado ao Secretariado da Convenção para a respectiva apreciação, aprovação e financiamento.

Por outro lado, a formação visa munir os quadros moçambicanos de conhecimentos profundos sobre matérias ambientais, particularmente na componente de projectos de adaptação às mudanças climáticas em Moçambique.

Esta capacitação é levada a cabo pelo Governo, através do Ministério para a Coordenação da Acção Ambiental (MICOA), com o apoio da Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ) e insere-se no quadro da formulação de programas e projectos ligados às Acções Nacionais Apropriadas de Mitigação.

Com este conjunto de acções, o Governo procura recursos tecnológicos e financeiros para a finalização e implementação de programas considerados de extrema importância para o combate às mudanças climáticas no país.

Para além de técnicos de instituições governamentais estarão presentes na formação figuras ligadas ao sector privado e à sociedade civil.

O treinamento na formulação e implementação de NAMA´s contribui para a implementação do objectivo estratégico de mitigação e desenvolvimento de baixo carbono no país, iniciativa que está contida na Estratégia Nacional de Adaptação e Mitigação das Mudanças Climáticas.

A perspectiva é identificar e implementar oportunidades de redução das emissões de gases de efeito de estufa que contribuam para o uso sustentável dos recursos naturais e acesso a recursos financeiros, tecnológicos a preços acessíveis e à redução da poluição e da degradação ambiental, promovendo, deste modo, um desenvolvimento de baixo carbono.

A capacitação técnica em matérias relacionadas às Acções Nacionais Apropriadas de Mitigação ajudará ainda Moçambique a preparar-se para os eventos internacionais de mobilização de acções e ambições de mitigação (redução de emissões) a terem lugar próximo ano.

Nesses encontros, espera-se que os países apresentem as suas intenções ambiciosas que contribuam para a mitigação das emissões, segundo ficou acordado na Conferência de Varsóvia sobre Mudanças Climáticas, recentemente realizada na Polónia.

As mudanças climáticas resultam de emissões antropogénicas de gases de efeito estufa. Face a esta constatação, os países adoptaram no Rio de Janeiro, em 1992, a Convenção Quadro das Nações Unidas para as Mudanças Climáticas, cujo objectivo fundamental é a estabilização das concentrações atmosféricas de gases de efeito estufa.

Com vista a alcançar este objectivo, a Convenção tem vindo a adoptar medidas diferenciadas de mitigação para os países desenvolvidos em forma de compromisso (como por exemplo o Protocolo de Kyoto) e acções voluntárias para os países em desenvolvimento.

De acordo ainda com a Convenção, os países em desenvolvimento formularão e implementarão medidas de adaptação e mitigação de acordo com os recursos financeiros e tecnológicos incluindo a capacitação disponibilizados para o efeito pelos países desenvolvidos.

 Assim, em 2010, os países em desenvolvimento acordaram em formular e implementar, de forma voluntárias, acções nacionalmente apropriadas de mitigação (NAMA).

Estas acções contribuirão para a mitigação global das emissões e, consequentemente, para a manutenção do aumento global da temperatura abaixo de 2º Celsius.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction