A SELECÇÃO Nacional de futebol reiniciou na manhã de ontem, no campo da Liga Muçulmana, na Matola, os trabalhos de preparação para o jogo de sábado com a sua congénere de Angola, em Benguela, da segunda “mão” da derradeira eliminatória de apuramento à fase final do CAN-Interno.

Os “Mambas”, que consentiram o empate sem abertura de contagem, domingo, no Estádio da Machava, retomam as actividades conscientes da espinhosa missão que terão em Benguela.

Para o efeito, o seleccionador nacional, João Chissano, convocou, desta vez, 22 jogadores elegíveis aos 18 que seguirão viagem à Angola, dos quais não aparece nenhuma novidade. Pelos vistos, o técnico dos “Mambas” poderá apostar nos mesmos jogadores chamados para o embate da primeira “mão”, tendo em conta a exibição tanto ou quanto aceitável, que pecou sobretudo no capítulo da finalização.

Nada mais resta aos “Mambas” senão uma entrega total e completa na “batalha final” para a qual os angolanos levam vantagem pelo facto de jogarem em casa, portanto em condições de fazerem tudo o que estiver ao seu alcance para carimbar a presença, próximo ano, na vizinha África do Sul. Isto obriga os “Mambas” a uma apresentação muito acima daquela que mostraram na Machava.

Entretanto, há que elevar os níveis de confiança e a capacidade de resposta tendo em conta as adversidades que terão no terreno alheio.

Portanto, os trabalhos que ontem arrancaram, terão de privilegiar acertos na componente táctica, com o aprimoramento do sistema de jogo, nomeadamente os aspectos defensivos e ofensivos, tendo em conta que, para além de evitar sofrer golos, os “Mambas” têm a obrigação de marcá-los. Este desafio obriga-lhes a uma maior determinação e grande sacrifício, pois em nada serão facilitados.

DUPLA MISSÃO

Para além da preparação do embate de sábado, os “Mambas” têm em vista o jogo da sexta e última jornada de apuramento ao Mundial-2014, prova para a qual praticamente já foram afastados.

Os “Mambas” jogam no dia 8 de Setembro, em Harare, contra o Zimbabwe apenas para o cumprimento do calendário.

De salientar que somam dois pontos, num grupo liderado por Egipto, praticamente apurado, seguido da Guiné-Conacry. O Zimbabwe é o “lanterna vermelha”.     

EIS A LISTA DOS CONVOCADOS

Guarda-redes: Soarito e Victor.

Defesas: Dário Khan, Miro, Gabito, João Mazive, Chico, Calima, Dito e Reinildo.

Médios: Momed Hagy, Alvarito, Josimar, Manuelito II, Diogo, Kito e Daúdo.

Avançados: Sonito, Reginaldo, Mário, Maninho e Belito.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction