A QUALIFICAÇÃO dos “Mambas” para a fase final do CAN-Interno do próximo ano na África do Sul foi mais do que uma simples qualificação. É que o feito deixou os moçambicanos em delírio.

As conversas, logo após o jogo, na noite de sábado e ontem, em todos os locais de convívio, pelo menos na cidade de Maputo, giravam à volta deste milagroso feito. Depois do empate na Machava sem golos, nunca ninguém imaginou que os “Mambas” fossem a Angola quebrar o preconceito de que é impossível conseguir bom resultado na terra de José Eduardo dos Santos. Aliás, o técnico João Chissano havia dito, logo depois do empate da primeira “mão” na Machava, que passar a eliminatória em Benguela seria difícil, mas não impossível.

Talvez a pensar assim, é que os jogadores moçambicanos acreditaram que num jogo de futebol tudo é possível. Foram à luta e tiveram atitude, atitude que não tiveram na Namíbia na eliminatória anterior quando perderam por 3-0, e com crença chegaram lá…

Trata-se de uma vitória duplamente conquistada. Primeiro porque nunca tínhamos conseguido decidir uma eliminatória em Angola e segundo porque vamos participar, pela primeira vez, numa fase final dum CAN-Interno.

É uma consolação para os moçambicanos que tanto sofrem pela sua selecção, mas que em nenhum momento correspondia. Recordamo-nos das feridas de Marraquexe, que ainda não sararam. Descalabro esse que dificilmente será esquecido, porque lutava-se para um CAN que teria lugar aqui mesmo na vizinha África do Sul. E, muito recentemente, na Gunié-Conacry, por 6-1, de qualificação para o “Mundial” do próximo ano no Brasil, depois do 0-0 no Estádio Nacional do Zimpeto.

Porém, é preciso reconhecer que, desta vez, fomos corajosos demais e ainda por cima com uma equipa técnica jovem e nacional. Afinal somos capazes!..

Esta vitória vem igualmente demonstrar que o nosso Campeonato Nacional, o Moçambola, afinal tem muita qualidade, atendendo que os jogadores que conseguiram esta proeza militam nas equipas que disputam esta prova.

GIL CARVALHO  

Mais recentes

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 23 Fevereiro 2018
A TRAGÉDIA que se abateu sobre a cidade de Maputo, na madrugada desta segunda-feira, matando 16 pessoas e ferindo outras tantas, em consequência do deslizamento do lixo nas proximidades do aterro de Hulene, chama à atenção para a necessidade de reflectirmos sobre o... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Pressão social empurra meninas para uniões...
Sexta, 23 Fevereiro 2018
Raparigas da localidade de Massaca, distrito de Boane, queixam-se da pressão social e dizem que está na origem dos casamentos prematuros. Com efeito, é-lhes dito que estando no lar vão dignificar a família e a comunidade, e muitas cedem a este conselho que as empurra para um futuro incerto. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

25.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

PARECE haver motivos bastantes para emprestar as palavras do polémico ...
2018-02-24 00:30:00
O SONO é um veneno que embriaga, paralisa o corpo, corta os movimentos e guia ...
2018-02-24 00:30:00
“Ide por todo o mundo, anunciai a Boa Nova a toda criatura” – Mc ...
2018-02-23 00:30:00
Há reportagens antigas  – nos jornais e televisões -  ...
2018-02-23 00:30:00
SÓ posso começar o presente texto dizendo mesmo isto: INAE, já ...
2018-02-23 00:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1835 visitantes em linha