Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

A UNIÃO Desportiva do Songo desloca-se este domingo a Chibuto para mais um duelo com a turma gazense, a contar para a 29.ª jornada (penúltima), e numa altura em que a formação de Tete se prepara para a consagração do título conquistado já há duas jornadas.

A turma treinada por Chiquinho Conde quer manter o ciclo vitorioso e elevar cada vez mais os níveis de confiança e competitividade nos seus jogadores, tendo em vista os próximos desafios. Aliás, o Chibuto ainda sonha com o terceiro posto e para o feito precisa de vencer este e o próximo encontro.

As expectativas à volta deste jogo acrescem-se com o facto de colocar frente-a-frente dois treinadores cuja rivalidade subiu de tom nesta derradeira fase do campeonato, com o técnico dos “guerreiros”, Artur Semedo, a tecer comentários visando desacreditar o trabalho de Chiquinho Conde ao referir-se a um hipotético projecto desenhado pela direcção da UD Songo para levar a equipa ao título quando ainda treinava os “hidroeléctricos”.

Chiquinho quer vencer para reiterar que o título é de mérito próprio, enquanto Semedo pretende fazer jus às suas palavras com uma vitória convincente. Este cenário cria muita expectativa à volta deste encontro, cujo desfecho é imprevisível.

Enquanto isso, o Maxaquene vai à Matola defrontar a Liga Desportiva a pensar num lugar condigno depois de vencer a batalha pela manutenção. Os “tricolores” ocupam agora a 12.ª posição, enquanto a Liga está em sétimo, também com as mesmas pretensões de melhorar a sua classificação.

Já o vice-campeão, Costa do Sol, vai à Nacala medir forças com o Ferroviário local, este que detém o precioso terceiro lugar. Os “locomotivas” têm quatro pontos de avanço em relação ao trio constituído por Desportivo de Nacala, Ferroviário de Maputo e Chibuto e lutam para terminar no prestigioso lugar. Os “canarinhos” querem, igualmente, elevar o ritmo competitivo e os índices produtivos pensando já nas Afrotaças, já que independentemente do resultado na final da Taça com a UD Songo serão os representantes de Moçambique na Taça CAF, uma vez que a equipa de Chiquinho Conde vai disputar a Liga dos Campeões Africanos.

O Ferroviário de Maputo, por sua vez, recebe o Desportivo de Nacala, ambos com os olhos também no terceiro posto. Os “locomotivas” da capital estão motivados com a recente vitória diante do seu homónimo da Beira, este que busca conforto na recepção ao Textáfrica.    

Também à busca do conforto está a ENH, que joga em Quelimane com o 1.º de Maio local. O Ferroviário de Nampula é anfitrião do jogo com a despromovida UP Niassa. Por último, o Chingale e a Associação Desportiva de Macuácua protagonizam o duelo de despromovidos.        

Sábados

...

TEMOS dito muitas vezes, aqui, que continuam enganados aqueles que pregam o ...

TEMA DE ...

O RESPEITO pelo bom profissional de saúde, reconhecendo publicamente ...

CLICKADAS

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction