Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

REAL Madrid e Liverpool, dois dos nomes mais importantes do futebol europeu, encontram-se esta noite, a partir das 20:45 horas, no Estádio NSC Olimpiyskiy, em Kiev, na final da Liga dos Campeões.

O Real Madrid ambiciona conquistar o título pela 13ª vez - a terceira consecutiva - frente a um Liverpool que chega à final após 11 anos de ausência e que procura somar o seu sexto título.

Um triunfo em Kiev permitirá ao Real Madrid tornar-se na quarta equipa a vencer três vezes seguidas a competição e será o primeiro clube a consegui-lo duas vezes, após vitórias nas cinco primeiras edições da Taça dos Clubes Campeões Europeus, entre 1956 e 1960.  Ajax (1971-73) e Bayern de Munique (1974-76) são os outros clubes que já se sagraram tricampeões de forma consecutiva.

Por outro lado, Zinedine Zidane, técnico do Real Madrid, pode também se tornar no primeiro treinador a vencer três vezes seguidas a competição, ele que já tinha sido o primeiro a conseguir dois títulos consecutivos da “Champions League”, em 2016 e 2017.

Numa final, que se antevê épica, o melhor marcador na história da competição, Cristiano Ronaldo, pode tornar-se apenas no quinto jogador a conseguir esse feito a sagrar-se por cinco vezes campeão europeu de clubes e no primeiro a lograr tal feito em exclusivo na era da “Champions League”, caso entre em campo e o Real Madrid vença. Os outros quatro jogadores que conseguiram cinco triunfos são o trio do Real composto por Paco Gento (o único a participar em seis finais vitoriosas), Alfredo Di Stéfano e José María Zárraga, além de Paolo Maldini, do AC Milan.

Este encontro é a reedição da final de 1981, ganha por 1-0 pelo Liverpool em Paris, o que na altura foi o seu terceiro título em cinco épocas. Esse desaire foi o último do Real Madrid na final da competição.

Esse triunfo em 1981 foi também a única vez que um clube inglês derrotou um espanhol na final da competição. As formações ibéricas venceram os outros três desafios, com o Barcelona a bater o Arsenal em 2006 (2-1) e o Manchester United em 2009 (2-0) e 2011 (3-1).

Esta é a nona vez que dois clubes se defrontam pela segunda vez na final da Taça dos Campeões Europeus e a terceira época seguida, após o Real Madrid ter batido o rival citadino Atlético de Madrid em 2014 e 2016, enquanto na temporada anterior derrotou a Juventus, que também tinha batido em 1998. Esta é a quarta final com o mesmo adversário para o Real Madrid, sendo que os “merengues” venceram as três finais anteriores. Venceram ainda o Stade Reims em 1956 e 1959.

JOGOS ANTERIORES

As duas equipas já se defrontaram cinco vezes a nível europeu, sempre na Taça dos Campeões Europeus, com o Liverpool a somar três vitórias contra duas do Real Madrid. A formação inglesa marcou seis golos e a espanhola quatro.

O último duelo entre ambas aconteceu na fase de grupos da edição 2014/15, com o Real Madrid a vencer os dois jogos. Dois golos de Karim Benzema e um de Ronaldo no primeiro embate ajudaram à vitória fora, por 3-0.

Comments

BRUNO NHAVENE disputa hoje, nos “courts” do Jardim Tunduru, na cidade de Maputo, a final de pares rapazes no culminar do Circuito Internacional de Ténis Júnior pontuável para o “ranking” mundial da categoria.

Comments

O REAL Madrid vai ter a possibilidade, amanhã, em Kiev, de conquistar a terceira Liga dos Campeões consecutiva, mas não vai ficar com o troféu original, como acontecia até 2009, quando um clube ganhava três títulos consecutivos ou quando completava uma sequência de cinco vitórias.

Os regulamentos foram alterados nessa altura e o troféu original ficou, desde então, propriedade da UEFA que atribui apenas uma réplica, no tamanho original, ao vencedor e uma placa de honra quando os clubes vencem por três vezes consecutivas ou completam uma série de cinco.

A mesma regra passou também a ser aplicada na Liga Europa, no Campeonato da Europa e no Campeonato do Mundo. Mas nem sempre foi assim, prova disso é que há cinco clubes que têm nos respectivos museus troféus originais conquistados até 2009: o Real Madrid recebeu a primeira, em 1967, ainda no formato do antigo troféu; depois receberam ainda o Ajax (1973), o Bayern Munique (1976) e o Liverpool (2005).

Actualmente, a UEFA atribui apenas uma placa de honra aos clubes que conquistaram a Taça dos Campeões em, pelo menos, cinco ocasiões, como são os casos do Real Madrid (12 vezes), Milan (7), Barcelona, Bayern e Liverpool (todos com 5).

A tradição perdeu-se nas competições da UEFA, mas continua a ser aplicada nas competições espanholas, onde os troféus originais da liga e da Taça do Rei continuam a ser atribuídos às equipas que vençam a competição por três vezes consecutivas, como aconteceu agora com o Barcelona na prova a eliminar, ou no caso de completarem uma série de cinco títulos.

Comments

À PROCURA de vencer pela quinta vez a “Champions League”, Cristiano Ronaldo chega à final com nove golos nos últimos dez jogos pelo seu clube e selecção; Mohamed Salah é estreante na final, mas ruma a Kiev com oito tentos nos seus derradeiros dez desafios.

Comments

A PARTICIPAÇÃO moçambicana no Circuito Internacional de Ténis Júnior, que decorre na sua segunda fase desde terça-feira, nos “courts” do Jardim Tunduru, na cidade de Maputo, terminou ontem em singulares, com o afastamento de Bruno Nhavene, até então único sobrevivente.

Comments

Sábados

CLICKADAS

TEMA DE ...

NUMA entrevista que concedeu ao escritor Marcelo Panguana, publicada no ...

...

A BELEZA do mundo é uma bênção que se vive na ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction