Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

A PARTIDA entre os Ferroviários de Maputo e Nacala, agendada para hoje, a partir das 15:00 horas, no Estádio da Machava, carrega consigo singular importância depois dos resultados da anterior jornada, a 11ᵃ, visto que os “locomotivas” da capital podem perder a liderança isolada da prova.

Após averbar em Nampula a sua terceira derrota no campeonato, o conjunto orientado por Nelson Santos, 22 pontos, vai subir ao relvado sintético do Estádio da Machava pressionado a redimir-se e conquistar os três pontos. Uma missão à partida espinhosa, atendendo a necessidade de pontos do seu homónimo de Nacala, penúltimo classificado com apenas dez pontos a precisar urgentemente de vencer.

Também hoje, o Maxaquene joga num terreno difícil, em Xinavane, contra o aflito Incomáti. Os “tricolores” estão confiantes e somam já 16 pontos, mais seis que o adversário, posicionado em zona de despromoção e já com vozes a levantarem-se para a troca de Carlos Manuel “Caló” do banco técnico.

A tarde de amanhã, domingo, está reservada para seis duelos empolgantes, a começar pelo agendado para o campo da HCB, entre a União Desportiva do Songo e Ferroviário da Beira, com 17 e 16 pontos, respectivamente. Melhor baptismo para Nacir Armando no comando da equipa anfitriã era impensável, ante uma “locomotiva” que tem-se apresentado equilibrada e ainda com aspirações de assaltar o primeiro lugar.

O segundo classificado, Clube do Chibuto, 19 pontos, já sem Artur Semedo, vai enfrentar o último, Sporting de Nampula, ainda orientado pelo improvisado Danito Parruque. Prognostica-se mais uma tarde infeliz dos “leões”, na cauda da classificação com apenas sete pontos e sem sinais de rápida recuperação.

Ferroviário de Nampula, 18 pontos, joga na Matola com a Liga Desportiva, 14 pontos, num dos desafios susceptíveis de provocar profundas alterações na classificação. Os nampulenses estão animicamente melhores após vencer o seu homónimo de Maputo, enquanto os “muçulmanos” de Akil Marcelino foram infelizes na deslocação a Chibuto, pelo que, em casa, pretenderão certamente fazer melhor.

O Costa do Sol, a rubricar um pobre campeonato, enfrenta no seu terreno um adversário perigoso e com ganas de conquistar o título, que responde pelo nome do Textáfrica. A formação de Lucas Barrarijo contabiliza 18 pontos e demonstra qualidades para vencer em qualquer campo, pelo que os “canarinhos” já estão suficientemente avisados para aplicarem-se a fundo neste encontro para conquistarem os pontos em jogo.

UP Manica, 13 pontos, recebe ENH, 15 pontos, num dos embates que se espera muito equilibrado. O mesmo vale para o encontro agendado para o Estádio da Bela Vista, na cidade portuária de Nacala, entre o Desportivo local e o 1ᵒ de Maio de Quelimane. Ambos conjuntos somam onze pontos.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction