Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

FOI um jogo algo interessante, pois, apesar de dominadora, a Liga Desportiva teve de se desdobrar para manter a vantagem conseguida ainda na primeira parte, mas anulada temporariamente nos minutos iniciais da segunda, quando os visitantes igualaram a partida.

Com uma demolidora pressão, a Liga não deu espaço ao adversário para pensar devidamente no seu jogo e, como corolário disso, Momed Hagi, reagindo ao chamamento de Ciganinho, com uma colocação de cabeça do segundo posto para o interior da área, atirou com precisão, obrigando Pedó a uma palmada para canto.

Os minutos iniciais foram de bastante sofrimento para os forasteiros, que não conseguiam sair do seu último reduto face à intensidade ofensiva da Liga, que prevaleceu durante todo primeiro quarto da partida. Aliás, o Desportivo de Nacala permaneceu em estado de sítio até que Obel abriu o activo, aos 23 minutos, em jogada de contra-ataque iniciada por Telinho. No miolo do último terço dos nacalenses, o avançado da Liga abriu a jogada para a direita para Neymar, que vendo Obel a subir em velocidade colocou o esférico numa posição privilegiada para o remate daquele a contar.    

Os nacalenses despertaram, mas não conseguiam desbobinar o seu jogo. Procuraram, com algumas jogadas em profundidade, chegar à baliza de Pinto, mas encontraram a pronta resposta da defensiva caseira. Nesse esforço, Christopher contraiu lesão e foi substituído por Touré, um jogador também com características ofensivas.

Veio a segunda parte sem que os dois técnicos mexessem no xadrez das equipas e a Liga Desportiva continuou a privilegiar o jogo progressivo e intensivo. Manteve a pressão alta como forma de desfazer a estratégia do adversário. Por seu turno, o Desportivo de Nacala buscou o seu fio de jogo e conseguiu, depois de várias tentativas, chegar ao golo do empate. Touré, projectado pela direita, saiu em vantagem sobre a defensiva mas demorou a fazer o que lhe convinha e foi desarmado, aos 51 minutos. Mas redimiu-se no minuto seguinte, em mais um isolamento, atirando a contar.

A Liga não se deixou abater e numa jogada de insistência e confusa, junto à grande área nacalense, Neymar acertou na baliza de Pedó, aproveitando uma sobra à passagem do minuto 55. Continuou na mó de cima e na ofensiva, mas levou muito tempo para acertar o alvo nas várias tentativas desencadeadas até que Dainho, assistido por Yudi (entrou no lugar de Telinho) no interior da grande área, bateu Nando, este que entrou a substituir o inseguro Pedó.

O árbitro Filimão Filipe fez um bom trabalho.

FICHA TÉCNICA

ÁRBITRO:Filimão Filipe, auxiliado por Carlos Mussane e Nando Fernando. O quarto árbitro é Paulo Jone.

LIGA DESPORTIVA– Pinto; Ciganinho, Jervásio, Gerson e Obel; Momed Hagi, Infren, Mapangane e Neymar (Sonito); Kabine (Dainho) e Telinho (Yudi).

DESP. NACALA– Pedó (Nando); Mavui, Silva, Bony e Billy; Mundinho, Loforte (Nuno), Zinho e Quaresma; Christopher (Toré) e Edson.

DISCIPLINA: Amarelo  para Kabine e Neymar (Liga) e Bony (Desportivo de Nacala)

SALVADOR NHANTUMBO

Sábados

TEMA DE ...

A alegoria da caverna de Platão é esclarecedora quanto ...

CLICKADAS

...

José Craveirinha, o nosso poeta maior, escreveu: “O ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction