Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

O MINISTRO dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita, disse ontem em Maputo que a primeira preocupação das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) é melhorar o nível de satisfação dos clientes que são a razão da existência da empresa.

Na sua primeira aparição pública, o novo ministro dos Transportes e Comunicações visitou toda a manhã de ontem as instalações da LAM, onde se inteirou, junto da administração, do funcionamento e dos desafios que se colocam àquela que é a companhia aérea de bandeira em Moçambique.

“É de conhecimento geral que existem algumas reclamações que têm de ser atendidas com o devido rigor. As equipas de gestão e da administração da LAM têm conhecimentos desses aspectos e fui informado que se está a trabalhar para minimizar essas questões que são profundas”, frisou Mesquita.

Para o ministro, havendo reconhecimento das preocupações e dos deveres da empresa, os investimentos que devem ser feitos em meios, quer humanos quer tecnológicos, serão na perspectiva de melhorar a qualidade de serviços prestados ao público.

Disse haver necessidade de a LAM procurar melhorar cada vez mais a sua comunicação, prestando toda a informação pertinente aos passageiros no devido tempo. “Temos que olhar para os nossos comportamentos sob ponto de vista de responsabilidade de gestão da empresa”.

Entre as grandes reclamações dos passageiros da LAM constam a falta de pontualidade dos voos domésticos, o preço das passagens e a qualidade de serviços prestados em terra e a bordo.

Entretanto, devido à concorrência, a LAM tem vindo a perder alguns quadros, sobretudo no sector da manutenção, que passaram a trabalhar noutras empresas, quer dentro quer fora do país, mas o ministro diz ter recebido garantias da Direcção sobre a existência de um plano de formação e reposição do pessoal.

Em relação ao banimento da LAM no espaço aéreo da União Europeia, Carlos Mesquita explicou que o Governo e a empresa estão a trabalhar em conjunto para avaliar os aspectos que preocupam os órgãos reguladores do mercado europeu, antevendo que pelo trabalho que está a ser feito a situação poderá ser ultrapassada dentro em breve.

Referindo-se ao sector dos transportes públicos urbanos, o ministro dos Transportes e Comunicações disse haver uma abordagem urgente que assenta fundamentalmente no trabalho e que tem vindo a ser realizada nos últimos anos, acreditando em soluções que poderão minimizar o problema dentro em breve.

Quase todos os principais centros urbanos do país, incluindo a cidade capital, Maputo, debatem-se com problemas sérios de transportes públicos, sendo que na maior parte dos casos os passageiros viajam em condições precárias de segurança e de conforto.

Sábados

CLICKADAS

TEMA DE ...

A multiplicidade étnica e religiosa é, sem dúvida, uma ...

...

A busca por um sistema educacional que incluísse as línguas, ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction