A UNIÃO de Exportadores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (UE-CPLP) já conta com 400 associados e tem vindo a receber cerca de 150 pedidos de adesão todos os meses, disse o presidente desta entidade.

“Já temos cerca de 400 associados e estamos a receber mais ou menos 150 pedidos de adesão por mês, o que é significativo tendo em conta que ainda estamos a apresentar a UE-CPLP”, disse Mário Costa em declarações a propósito do “road-show” que está a promover em vários distritos portugueses, e que levará também a União, constituída no fim de 2014, a todos os países da CPLP e a todos os países observadores da Comunidade.

A União de Exportadores funciona como uma espécie de consultora para as empresas que se queiram internacionalizar para o espaço lusófono, “fornecendo serviços de consultoria jurídica, de imagem, de marketing, de financiamento e outros, o que faz com que pareça que as empresas pertencem a uma multinacional”, disse o responsável, explicando que para aderir à União é feita uma auditoria prévia para aferir a capacidade de avançar para outros mercados.

“Temos de ter um selo de qualidade, e por isso fazemos um diagnóstico gratuito a todos os potenciais associados para perceberem se querem ou não exportar, se têm ou não capacidade para isso, porque se não tiverem financiamento ou um departamento comercial e de imagem para avançarem, nós ajudamos a criar essas condições e depois o processo corre normalmente”.

Este processo custa às empresas uma quota anual de 2 mil euros, mas em troca são oferecidos serviços de aconselhamento por qualquer um dos 43 núcleos que já existem nos vários países lusófonos, que “funcionam como um escritório avançado, oferecendo apoio e oportunidades de negócio tendo em conta as necessidades de cada país e as áreas onde é mais fácil entrar”, explica o presidente da UE-CPLP, Mário Costa.

Ontem, a UC-CPLP esteve em Lousã, e nos próximos dias estará em Amarante e depois no Minho, antes de voltar a Lisboa, em Maio, para o primeiro Fórum dos Exportadores, que vai decorrer durante dois dias, sendo que o primeiro será dedicado aos países, havendo intervenções de bancos, associações empresariais e alfandegárias de cada um dos países lusófonos “para apresentar as vantagens e os obstáculos de fazer negócios nesse país”, acrescenta o responsável.

Mais recentes

Breves

Editorial

Editorial
Sexta, 22 Setembro 2017
O Governo decidiu, esta semana, avançar com uma proposta legislativa que preconiza um conjunto de medidas económicas destinadas a proteger o mercado, estimular novos investimentos, incentivar o consumo de matéria-prima local, alargar a base tributária e criar mais... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
CLIKADAS - Nunca é tarde !
Sábado, 23 Setembro 2017
“NUNCA é tarde”, ouve-se corriqueiramente este ditado popular mas, não obstante, estamos, sobretudo no meio urbano, pela sua dinâmica, sempre “stressados” para cumprir as metas que nunca acabam. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,77 61,93
ZAR 4,65 4,74
EUR 72,73 74,12

14.09.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

HOJE o assunto é o futebol, por duas motivações. A primeira, ...
2017-09-22 23:30:00
UM dos meus falecidos mestres de Jornalismo, o Augusto de Carvalho, disse um dia ...
2017-09-22 23:30:00
MATEI todos os estudantes que estavam na sala de aulas, um a um. Alvejei sem mirar, ...
2017-09-22 23:30:00
DEVERAS horripilante o que aconteceu, semana passada, na Escola Secundária de ...
2017-09-21 23:30:00
FOI mais ou menos desta forma que minha filha “entrou” nas ...
2017-09-21 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 2433 visitantes em linha