A atribuiçãode Direitos de Uso e Aproveitamento de Terra (DUATs) no país poderá conhecer mudanças profundas, abandonando-se o actual modelo, considerado pelo Governo extremamente descentralizado.

O Ministro da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural, que ontem manifestou preocupação com a forma como o processo decorre, disse ser necessário redefinir-se claramente quem atribui os direitos de uso e aproveitamento, capacitar tecnicamente os decisores, bem como elaborar cadastros e planos de ordenamento territorial por forma a salvaguardar os interesses do Estado e da população.

Celso Correia, que falava na abertura do seminário sobre a natureza jurídica da propriedade da terra em Moçambique, disse que as atribuições dos DUATs devem sempre respeitar os investimentos perspectivados, as prioridades do país e os interesses das gerações vindouras.

Discursando no evento de dois dias organizado pela Procuradoria-Geral da República (PGR), o titular de um dos novos ministérios do país apontou quatro desafios que se colocam à sua instituição.

O primeiro prende-se com a segurança da posse, numa altura em que 90 por cento dos pouco mais de 25 milhões de moçambicanos ocupam a terra no espírito de boa-fé. Nesta vertente, Celso Correia anunciou o lançamento de um programa denominado Terra Segura, que visa essencialmente licenciar todas as ocupações detidas pela população.

A ociosidade da terra é o segundo problema identificado. Segundo o ministro, constatou-se a existência de inúmeras parcelas atribuídas a cidadãos para certos fins que, entretanto, não estão a ser usadas.

Outra frente e segundo o governante, mais mediatizada, é o crescente nível de conflitos, provavelmente, devido à pressão demográfica e à falta de infra-estruturas e de serviços públicos.

A lista completa-se com a problemática de acesso ao DUAT, algo que, na óptica do ministro, é erradamente considerado como venda de terra.

O seminário, no qual participam magistrados do Ministério Público, presidentes de alguns municípios do país e/ou seus representantes, parceiros de cooperação internacional, ONGs e membros da sociedade civil, pretende, entre outros, compreender e analisar os contornos do acesso à terra e reforçar o papel da PGR no combate à expropriação do bem.

As finalidades foram reafirmadas pela procuradora-geral no seu discurso de abertura dos trabalhos, tendo destacado como expectativas a melhoria da actuação da sua instituição e a redução dos conflitos de terra, que actualmente tendem a crescer.

Beatriz Buchili disse haver toda a necessidade de mudança de figurino da PGR no que tange a questões ligadas a conflitos de terra, passando-se de actuação reactiva para a preventiva.         

Mais recentes

Breves

Editorial

Editorial
Sexta, 22 Setembro 2017
O Governo decidiu, esta semana, avançar com uma proposta legislativa que preconiza um conjunto de medidas económicas destinadas a proteger o mercado, estimular novos investimentos, incentivar o consumo de matéria-prima local, alargar a base tributária e criar mais... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
CLIKADAS - Nunca é tarde !
Sábado, 23 Setembro 2017
“NUNCA é tarde”, ouve-se corriqueiramente este ditado popular mas, não obstante, estamos, sobretudo no meio urbano, pela sua dinâmica, sempre “stressados” para cumprir as metas que nunca acabam. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,77 61,93
ZAR 4,65 4,74
EUR 72,73 74,12

14.09.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

HOJE o assunto é o futebol, por duas motivações. A primeira, ...
2017-09-22 23:30:00
UM dos meus falecidos mestres de Jornalismo, o Augusto de Carvalho, disse um dia ...
2017-09-22 23:30:00
MATEI todos os estudantes que estavam na sala de aulas, um a um. Alvejei sem mirar, ...
2017-09-22 23:30:00
DEVERAS horripilante o que aconteceu, semana passada, na Escola Secundária de ...
2017-09-21 23:30:00
FOI mais ou menos desta forma que minha filha “entrou” nas ...
2017-09-21 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 2399 visitantes em linha