Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

O REAL Madrid está bem posicionado para pôr fim à longa série de eliminações frente a equipas italianas, pois recebe hoje, a partir das 21.45 horas, a Roma, em jogo da segunda “mão” dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões Europeus de Futebol, com uma vantagem de 2-0.

Para Zinedine Zidane este vai ser o primeiro jogo no comando do Real Madrid em casa na Champions League. O francês, que substituíu Rafael Benítez em Janeiro, marcou o golo da vitória dos “merengues” na final de 2002, em Glasgow.

A Roma também mudou de treinador no início do ano, com Rudi Garciasubstituído por Luciano Spalletti, técnico quando a equipa da Série “A” eliminou o Real na última vez em que se defrontaram na competição.

CONFRONTOS ANTERIORES

Antes da época actual os clubes defrontaram-se por oito vezes nas competições europeias, com quatro vitórias para o Real Madrid, três da Roma e um empate.

Os dois clubes defrontaram-se a 18 de Julho do ano passado, num encontro particular de pré-época em Melbourne. O marcador ficou em 0-0 até ao final, com a Roma a ganhar por 7-6 no desempate por grandes penalidades, com Seydou Keita a marcar o pontapé decisivo, depois de Morgan de Sanctis ter defendido a tentativa de Lucas Vázquez.

O último encontro oficial foi nos oitavos-de-final da Champions League de 2007/08, quando a Roma, de Luciano Spalletti, venceu 2-1 em casae fora.

A primeira mão foi disputada no Stadio Olimpico. Raúl González inaugurou o marcador, mas a Roma respondeu com golos de David Pizarro e Mancini. Raúl voltou a marcar na segunda mão e empatou após golo de Rodrigo Taddei, no entanto o Real, reduzido a dez elementos, por expulsão de Pepe, voltou a sofrer um tento, do suplente Mirko Vučinić, que fixou a eliminatória em 4-2.

WOLFSBURGO FAVORITO

O Wolfsburgo está bem colocado para rumar aos quartos-de-final, na sua primeira presença nas rondas a eliminar da Champions League, apesar de uma recuperação perto do final do jogo na Bélgica ter dado ao Gent um raio de esperança, na sua época de estreia na prova.

A primeira "mão" dos oitavos-de-finalfoi a primeira vez em que o Wolfsburgo enfrentou uma formação belga na Europa e precisou de pouco tempo para mostrar ao que vinha, com Julian Draxler a marcar em cada uma das partes para dar à sua equipa uma vantagem de dois golos. O tiro de Max Kruse, em cima da hora de jogo, parecia ter resolvido a eliminatória, mas golos nos dez últimos minutos de Sven Kums e Kalifa Coulibaly devolveram a esperança ao Gent.

HOJE

Real Madrid-Roma e Wolfsburg-Gent

AMANHÃ

Zenit-Benfica e Chelsea-PSG

Sábados

TEMA DE ...

É um facto que as autoridades municipais, há anos, enfrentam ...

...

A INFÂNCIA e a arte são universos muito próximos. ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction