O REPRESENTANTE cessante do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Moçambique, Alex Segura, afirma que o Governo está a implementar de forma rigorosa as medidas de carácter macroeconómico recomendadas em Junho pela instituição, visando recuperar a confiança, na sequência da dívida pública.

Alex Segura falava em entrevista à Rádio Moçambique, por ocasião do fim do seu mandato de três anos no país.

As medidas macroeconómicas, segundo explicou, referem-se à política monetária e orçamental.

Alex Segura disse partir com a esperança de que o país vai recuperar a posição de privilégio no continente africano. “Vou com a  esperança de que o Governo já está a tomar medidas apropriadas ao nível do Orçamento do Estado e de controlo de inflação e que essas medidas macroeconómicas, que são correctas, criam expectativas positivas, tendo em conta as recomendações deixadas pela missão (do FMI) de Junho e que estão a ser implementadas de forma muito rigorosa. Nesta parte estamos bastante satisfeitos”, disse.

Alex Segura, que terminou a missão de três anos em Moçambique, afirmou que Moçambique vai se reerguer a médio prazo e enumerou  um conjunto de acções que poderão ajudar nesse sentido.  “Acho que o Governo está a começar a tomar algumas medidas importantes: Houve um orçamento rectificativo aprovado pela Assembleia da República e o Banco de Moçambique está a tomar medidas para controlar a inflação e a depreciação do metical. Por outro lado, os investidores continuam interessados em investir em Moçambique, facto aliado ao enorme potencial do país, com recursos, como o carvão. Isso vai trazer divisas”, perspectivou Alex Segura.

Sublinhou, entretanto, ser importante que o Governo moçambicano avance rapidamente com uma auditoria forense internacional. “Cremos que o Procurador Geral da República já iniciou o trabalho e esperamos que rapidamente iniciem as negociações internacionais para se saber o que aconteceu com aquelas dívidas”, referiu.

Sobre o reatamento da cooperação efectiva com o FMI, Alex Segura disse que a missão de Setembro será determinante. “Vai depender da avaliação da missão de Setembro que vai avaliar os progressos efectivos e os avanços feitos, no âmbito da auditoria. Se todas as condições estiverem lá, vamos retomar a cooperação, num prazo de tempo razoável. Não posso dizer de será dentro de três ou quatro meses”, acrescentou. 

A Rádio Moçambique apurou que o Governo vai enviar ao FMI os termos de referência para a contratação de peritos internacionais ou empresas especializadas com vista à realização da auditoria internacional  à dívida pública moçambicana.

Esta acção deverá ser feita, respeitando as instituições moçambicanas de administração da justiça.

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 20 Outubro 2017
O PRESIDENTE da República, Filipe Nyusi, manifestou há dias, e de forma particularmente severa, a sua preocupação em relação aos elevados índices de corrupção que se registam no país, tanto no sector público quanto no... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Embaixador da Rússia afirma: Se não tivéssemos...
Segunda, 23 Outubro 2017
DOS conflitos internacionais à política Russa para África, muitos temas podem ser assunto numa conversa com um representante de uma potência mundial. Foi isso que aconteceu na nossa conversa com o embaixador da federação russa em Moçambique. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

E ENTÃO o meu amigo, muito andado pelas tascas de Rossio e do Chiado, a ...
2017-10-23 23:30:00
LOCALIZADA no extremo norte da província de Cabo Delgado, fazendo fronteira ...
2017-10-22 23:30:00
FRETILIN é nome de um dos movimentos que lutaram pela independência de ...
2017-10-22 23:30:00
NA semana passada vimos mais um acto mediatizado de demolições de ...
2017-10-22 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 2088 visitantes em linha