Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

A campanhaagrícola 2016-17, cujo arranque oficial está agendado para o dia 28 do corrente mês, poderá resultar na colheita de cerca de 16 milhões de toneladas de culturas alimentares diversas, cifra que será catapultada pela mandioca e cereais, com 12.7 e 2.8 milhões de toneladas, respectivamente.

A informação foi disponibilizada, recentemente em Nampula, pelo director nacional da Agricultura e Silvicultura no Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar (MASA), Mohomed Valá, acrescentando que nos cereais o milho terá uma forte expressão, com colheitas na ordem de 2.2 milhões de toneladas.

As colheitas dos vegetais poderão superar as 700 mil toneladas e das oleaginosas a cifra de 150 mil, numa safra em que o desafio é diversificar as culturas, por isso uma forte aposta nas hortícolas para garantir, por outro lado, a disponibilidade de alimentos nutritivos que asseguram a nutrição da população com níveis considerados de subnutrição crónica.

Questionado sobre as razões para estar optimista relativamente àcampanha agrícola 2016-17, Mahomed Valá afirmouque as indicações avançadas pelas entidades competentes, que apontam para o registo de chuvas normais em cerca 80 por cento do território nacional, vão contribuir para o pleno desenvolvimento das culturas.

Outro dado que eleva as expectativas do dirigente, relativamente ao sucesso da campanha agrícola 2016-17, relaciona-se com o fornecimento de serviços pelos centros de máquinas que, igualmente, assegura a transferência de tecnologias agrárias aos interessados.

Dos 129 centros de prestação de serviços agrários criados no país, 107 estão neste momento operacionais. Os restantes 22 têm o arranque das suas actividades condicionado àconclusão das formações dos respectivos gestores e operadores de máquinas, actualmente em curso, e o término está agendado para meados de Novembro próximo.

Os centros de serviços agrários em actividade garantiram a lavoura, até o momento, de cerca de três mil hectares de terras, que, adicionadas às áreas trabalhadas na campanha agrícola 2015-16, representam um incremento assinalável que vai crescer de forma contínua.

O MASA, com apoio de seus parceiros, tem estado a privilegiar a disponibilização de sementes melhoradas de culturas alimentares e de fertilizantes e pesticidas para conservação das culturas na fase pós-colheita para reduzir os níveis de perdas.

A adopção de sementes melhoradas garante, segundo Mohomed Valá, a produção e produtividade das culturas em particular alimentares, não só, para garantir a segurança e nutrição da população, como sua exposição ao mercado para colocação dos seus excedentes a preços competitivos, que garantam a arrecadação de receitas capazes de suprir parte das suas necessidades de forma gradual.

 

Sábados

TEMA DE ...

É um facto que as autoridades municipais, há anos, enfrentam ...

...

A INFÂNCIA e a arte são universos muito próximos. ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction