Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

Esta tarde, na cidade de Maputo, o Ministério dos Transportes e Comunicações apresenta o estágio da implementação do projecto de construção da linha férrea e do Porto de Macuse, na província da Zambézia.

Um comunicado emitido pelos organizadores do evento, indica que o acto contará com a presença da Thai Moçambique Logística, Concessionária do Projecto, concebido para atender diversas cargas produzidas internamente, sobretudo carvão.

O projecto tinha um traçado inicial de 480 quilómetros de linha férrea, ligando Moatize e Macuse.

A linha férrea, ligando Tete e Macuse, é considerada o maior projecto de raiz concebido desde a independência nacional do país, em 1975, e contrariamente a este, o projecto de linha que liga Tete e Nacala, com mais de 900 quilómetros, incluiu o aproveitamento do traçado já existente em alguns pontos.

Sobre o porto de águas profundas de Macuse, o “Notícias” apurou que terá capacidade para receber, numa primeira fase, navios de até 80 mil toneladas. Contudo, posteriormente, a infra-estrutura poderá receber embarcações com capacidade de até 120 mil toneladas.

Deste modo, países do hinterland como o Malawi, Zâmbia, Zimbabwe e RDCongo poderão ter acesso ao Porto de Macuse, através do Corredor do Desenvolvimento da Zambézia, acreditando-se que novas oportunidades de negócio possam surgir para as pequenas e médias empresas viradas para a prestação de serviços ao longo da linha.

Sábados

CLICKADAS

TEMA DE ...

A multiplicidade étnica e religiosa é, sem dúvida, uma ...

...

A busca por um sistema educacional que incluísse as línguas, ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction