Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

Agricultores comerciais emergentes baseados na Zambézia estão a receber apoio financeiro para desenvolver as suas actividades, que iniciam com a preparação da campanha agrícola 2017/18.

O gesto enquadra-se no projecto SUSTENTA, iniciativa de gestão integrada de agricultura e recursos naturais, lançada em Fevereiro deste ano pelo Presidente da República.

Foi neste âmbito que dezasseis agricultores comerciais emergentes dos distritos de Alto Molócuè, Ile, Gilé, Gúruè e Mocuba, rubricaram esta quarta-feira com o Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural (MITADER), acordos de financiamento para compra de equipamentos e insumos agrícolas, construção de infra-estruturas de irrigação e de armazenamento de produtos.

Os acordos, rubricados na cidade de Mocuba, abrangem garantias aos agricultores de comercialização dos seus excedentes agrícolas ao preço do mercado, processo que será assegurado pela firma Fundinvest.

Olegário Mbanze, director nacional do Desenvolvimento Rural no MITADER, disse na ocasião que os agricultores seleccionados no âmbito do SUSTENTA terão direito ao equivalente a cinco milhões de meticais cada, valor que se traduzirá em equipamentos e insumos agrícolas, entre outros factores de produção solicitados no processo de avaliação das necessidades, conduzida junto dos produtores.

Para a realização de alguns processos manuais, nomeadamente sementeiras e sachas de culturas alimentares que são geralmente assegurados pela mão-de-obra sazonal, está prevista a alocação de pequenas somas em dinheiro.

A estratégia do SUSTENTA, que beneficia igualmente cinco distritos da província de Nampula, preconiza a afectação de um extensionista agrário para assistir tecnicamente cinco agricultores com vista à superação de possíveis dificuldades no campo e na preparação dos produtos para a comercialização.

“Os agricultores comerciais emergentes têm o dever de assistir os produtores do sector familiar da sua zona de origem, nos processos de lavoura mecânica em caso de solicitação, alocação de semente certificada, entre outra ajuda, com o propósito de assegurar boas colheitas para aumentar as suas rendas e mitigar a pobreza ao nível das respectivas comunidades”, frisou Mbanze.

Por seu turno, João Trincheiras, administrador financeiro da Fundinvest, disse que ao nível da sua empresa estão assegurados os fundos para compra dos excedentes dos agricultores comerciais emergentes que beneficiam de recursos financeiros para desenvolver as suas actividades no âmbito do SUSTENTA. As culturas seleccionadas para comercialização são milho, feijão, gergelim e hortícolas.

O SUSTENTA é uma iniciativa do governo que conta com comparticipação do Banco Mundial em cerca de 16 mil milhões de meticais, que cobre, além dos cinco distritos da província da Zambézia, outros tantos em Nampula, nomeadamente Rapale, Mecubúri, Ribáuè, Malema e Lalaua.

Sábados

TEMA DE ...

É um facto que as autoridades municipais, há anos, enfrentam ...

...

A INFÂNCIA e a arte são universos muito próximos. ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction