O GOVERNO japonês vai financiar a reabilitação da estrada Mandimba/Lichinga em 68 milhões de dólares, num troço de cerca de 90 quilómetros. O acordo para o efeito foi rubricado ontem, em Maputo, pelo vice-ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Henrique Banze e pelo embaixador nipónico em Moçambique, Eiji Hashimoto.

O projecto, a ser implementado pela Administração Nacional de Estradas (ANE), está dividido em dois lotes, sendo o primeiro, Cuamba/Massangulo, a cargo do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) e Massangulo-Lichinga, que é coberto pelo financiamento japonês, através da Agência Japonesa de Cooperação Internacional (JICA).

O embaixador japonês disse na cerimónia de assinatura do protocolo que o projecto irá impulsionar o desenvolvimento das províncias do norte, desde a parte da estrada Cuamba/Mandimba, que irá completar o Corredor de Nacala entre o Porto de Nacala até à fronteira com o Malawi.

O troço, de cerca 150 quilómetros, dos quais o Japão financia a reabilitação de 90,  “é um corredor interno vital e estratégico para a redução da pobreza”, disse o diplomata nipónico.

Segundo deu a conhecer, esta estrada substitui uma rodovia de terra batida, abrindo com segurança de transitabilidade o acesso rodoviário para as áreas remotas, especialmente durante a estação chuvosa, que é um dos principais obstáculos para o desenvolvimento da maioria dos distritos do Niassa.

Por seu lado, Herinque Banze disse na ocasião que a assinatura do acordo demonstrava, de forma inequívoca, o desejo de trabalhar com o Japão no desenvolvimento do Corredor de Nacala.

Segundo Banze, as infra-estruturas são algumas das áreas prioritárias do Executivo moçambicano, sendo a estrada Mandimba/Lichinga muito importante para o transporte de pessoas e bens, e que visa ligar o interior e a costa.

Depois da assinatura deste acordo, seguir-se-ão outras cerimónias de carácter técnico com vista a aprimorar a execução do projecto.

FERNANDO TONELA

Breves

Editorial

EDITORIAL
Quinta, 18 Janeiro 2018
TAL como acontece todos os anos, o país volta a ser flagelado por chuvas intensas, regra geral acompanhadas de ventos fortes que derrubam tudo ou quase tudo, por onde sopram, enquanto a água multiplica os caudais dos rios que transbordam, inundam extensas áreas e destroem... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
“Ukanyi” a rodos em Matutuíne
Segunda, 22 Janeiro 2018
CERCA de oito mil pessoas juntaram-se, último fim-de-semana, na residência do régulo Zefanias Tembe, no posto administrativo de Machangulo, distrito de Matutuíne, em Maputo, para testemunhar a cerimónia de lançamento da presente época de “ukanyi”. Leia mais Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

08.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

Agora que a Polícia Municipal decidiu abrir uma frente contra aqueles ...
2018-01-21 22:30:09
HÁ alguns anos, já não me lembro em que  âmbito, eu ...
2018-01-19 21:49:33
O presente campeonato africano de futebol a decorrer em Marrocos, onde infelizmente ...
2018-01-19 21:47:56
COMPLETADOS três anos desde que tomou posse como Presidente da ...
2018-01-18 20:48:59
NÃO há, até aqui, qualquer “aviso de mau tempo” na ...
2018-01-18 20:46:55

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 2100 visitantes em linha