Imprimir
Categoria: Economia
Visualizações: 2397

A produção global da província de Manica, durante o primeiro semestre de 2018, atingiu 47.064 mil milhões de meticais, segundo anunciou há dias o governador Manuel Rodrigues.

Falando  no decurso da VIII Sessão da Assembleia Provincial, realizada em Cafumpe, distrito de Gondola,  Rodrigues disse que esta cifra corresponde a um grau de realização de 60,95 e um crescimento de 9,13 por cento, quando comparado com o ano anterior.

Os sectores com maior contribuição foram a agricultura e produção animal e exploração florestal com 77,12 por cento, seguidos dos transportes e armazenagem com 12,16 por cento, comércio com 11,21 e indústria com 9,99 por cento.

Durante o referido período, a produção agrícola atingiu cerca 2.84 milhões de toneladas, o correspondente a 81,37 de realização do plano para 2018 e um decréscimo de 4,4 por cento, quando comparado com o período homologo do ano transacto.

Na ocasião, o governador de Manica debruçou, igualmente, sobre as receitas do Estado, tendo apontado que durante o semestre em análise, elas se fixaram em  36.92 da meta anual sem, entretanto, revelar os números e assegurando que a cifra representa um crescimento em 17,74 por cento, comparativamente a igual período do ano anterior.

Na componente das exportações, o governante apontou que de um plano de 89.72 milhões de dólares norte-americanos, a província conseguiu exportar 38.26 milhões, o que corresponde a uma realização de 42,64 por cento e um crescimento  de 145,41 por cento.

Para além do domínio económico, o informe do governador fez referência aos indicadores de desempenho nos sectores social, tendo apontado realizações na Educação e Desenvolvimento Humano, Saúde, Combatentes, Promoção de Emprego, Abastecimento de Água Infra-estruturas Públicas, Boa governação e descentralização e Registos e Notariado.

Assim, no domínio da Saúde, Rodrigues disse terem sido registados 21.542 partos institucionais, o que corresponde a 22,3 por cento da realização do plano, contra 17.923 de igual período do ano anterior, o equivalente a um crescimento de 20 por cento.

 

VICTOR MACHIRICA