O Governo chegou a um acordo de princípio com o banco russo VTB para reestruturar a dívida de 535 milhões de dólares (USD) à empresa pública MAM, parte das dívidas ocultas do Estado, anunciaram meios de comunicação do país, segundo escreve a Lusa.

Esta era a única das três parcelas das dívidas ocultas a aguardar um anúncio do executivo: em novembro o Governo revelou um acordo com a maioria do portadores de títulos (eurobonds) da Ematum (727 milhões USD) e em Fevereiro abriu um processo judicial, em Londres, para anular o que resta da dívida da Proindicus (cerca de 600 milhões USD).

"Com o VTB e MAM estamos num nível como estamos com os 'bondholders' (detentores de dívida), existe um acordo de princípio", referiu o ministro da Economia e Finanças de Moçambique, Adriano Maleiane, à edição de sabado, do jornal A Verdade, publicado na Internet.

A mesma informação referente a um acordo foi publicada pelo portal financeiro moçambicano Zitamar, que cita um documento do Fundo Monetário Internacional (FMI).

A análise do FMI à sustentabilidade da dívida pública de Moçambique redigida este mês cita informações que foram transmitidas pelo Governo ao Fundo e que também fazem referência a um acordo de princípio com o VTB sobre a MAM.

O executivo referiu que ainda está a trabalhar nos acordos "por forma a que o Estado não seja prejudicado" na sequência dos processos judiciais em curso nos Estados Unidos da América e Moçambique com dezenas de arguidos acusados de corrupção.

 

 

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction