Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

OS bispos católicos desafiaram segunda-feira a sociedade angolana a dar mais atenção aos “pobres, abandonados e desfavorecidos” do país, considerando “imperioso” um maior compromisso no seu apoio. Leia mais

Comments

A EX-PRESIDENTE brasileira Dilma Rousseff prometeu segunda-feira, em Buenos Aires, Argentina, uma “aliança até com o diabo” para combater o governo de Jair Bolsonaro, que classificou de “neofascista”. Leia mais

Comments

A justiça brasileira abriu uma acção penal contra o candidato derrotado das eleições presidenciais, Fernando Haddad, que foi também prefeito de São Paulo, pelos crimes de corrupção passiva e branqueamento de capitais.

O anúncio foi apresentado ontem pelo Ministério Público do Estado de São Paulo. O político do Partido dos Trabalhadores (PT), teria pedido, entre Abril e Maio de 2013, através do então tesoureiro do seu partido, João Vaccari Neto, a quantia de três milhões de reais (cerca de 697 mil euros) à empresa de construção “UTC Engenharia” para, supostamente, liquidar dívidas de campanha com a gráfica de Francisco Carlos de Souza, um ex-deputado estadual do PT.

A Procuradoria sustenta que, entre Maio e Junho daquele ano, a construtora transferiu o valor de 2,6 milhões de reais (cerca de 604 mil euros) para Haddad.

A decisão foi tomada pelo juiz Leonardo Valente Barreiros, que acolheu parcialmente a denúncia do Ministério Público de São Paulo, tendo rejeitado parte da acusação que imputava ao ex-prefeito o crime de associação criminosa.

A denúncia foi apresentada pelo promotor de justiça Marcelo Mendroni, que integra o grupo do Ministério Público de combate a crimes económicos.

O então tesoureiro do PT “representava e falava em nome de Fernando Haddad”, pode ler-se na acusação.

O promotor adiantou que Fernando Haddad recebeu pessoalmente o empreiteiro da UTC, no dia 28 de Fevereiro de 2013, aquando do exercício do cargo de prefeito de São Paulo.

Na decisão do juiz Leonardo Valente Barreiros pode ler-se que “a narrativa acusatória aponta ainda que a captação e distribuição de recursos ilícitos se desenvolveram através de um esquema montado pela própria UTC Engenharia”, principalmente “por contratos de prestação de serviços fictícios e/ou sobre facturados”.

“Assim foram realizados os pagamentos daquela dívida, contraídas especialmente durante o ano de 2012 pela campanha de Fernando Haddad para o cargo de prefeito de São Paulo", salientou o juiz.

Segundo a defesa do ex-candidato presidencial, "a denúncia não aponta minimamente qual era o objectivo do pagamento”.

“Há a necessidade de se apontar um acto de ofício para caracterização do crime de corrupção passiva, sendo imprescindível a descrição mínima do que se espera em contrapartida da vantagem indevida”, sustenta a defesa de Haddad, num documento datado de 10 de Setembro.

Na segunda volta das eleições presidenciais, e de acordo com os dados do Supremo Tribunal Eleitoral, Fernando Haddad, candidato do Partido dos Trabalhadores (esquerda), conquistou 44,9% dos votos, tendo perdido o cargo de Presidente da República para Jair Bolsonaro (extrema-direita), que conseguiu 55,1% da votação.

Comments

O ex-ministro das Finanças sul-africano, Pravin Gordhan, acentuou ontem, perante uma comissão de inquérito especial, que em 2017 o Governo de Jacob Zuma “foi manipulado e abusado para o benefício de algumas famílias”.

Pravin Gordhan sublinhou que o então Presidente da África do Sul, de 2009 a 2018, e forçado a renunciar à Presidência em Fevereiro, “autorizou um clima de impunidade, que permitiu a corrupção”.

Sem mencionar nomes, Pravin Gordhan aludiu ao facto de Zuma ter alegadamente concedido lucrativos contratos públicos e vantagens indevidas à família Gupta.

Actualmente, com o cargo de ministro das Empresas Públicas, Pravin Gordhan referiu que o desvio de verbas do erário público na parte final daquele período foi de seis mil milhões de euros e sublinhou que quem beneficiou dos crimes “pretende a distracção” e que não se aborde o assunto.

Gordhan salientou ainda que os crimes tiveram “impacto muito significativo no crescimento económico” da África do Sul, com uma economia actualmente em recessão.

A comissão de inquérito especial sobre corrupção na África do Sul prossegue na terça-feira, ainda com a audição de  Pravin Gordhan.

O actual Presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, prometeu combater a corrupção.

 

Comments

O Presidente chinês, Xi Jinping, inicia hoje a sua primeira visita às Filipinas, que mantém um tratado de defesa com os Estados Unidos, cuja influência na região tem sido disputada por Beijing, através de assistência e infra-estruturas.

Xi Jinping percorreu uma passadeira vermelha ao chegar a Manila, a última paragem de um périplo por três nações asiáticas, onde se tem comprometido a financiar a construção de infra-estruturas e defendido o livre comércio, parte de uma disputa por influência com Washington.

O líder chinês aterrou no aeroporto de Manila procedente de Brunei, onde na segunda-feira realizou uma visita de Estado, depois de ter participado, no fim-de-semana, na cimeira anual do fórum de cooperação económica Ásia-Pacífico (APEC), na Papua Nova Guiné.

“Faço esta visita com o objectivo de manter uma discussão profunda com o presidente (filipino) Rodrigo Duterte, sobre como elevar a nossa cooperação em todos os níveis, sob as novas circunstâncias”, afirmou Xi, num comunicado difundido na véspera.

Os dois chefes de Estado vão se reunir hoje em Malacañang, a sede da presidência filipina

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction