Imprimir
Categoria: Internacional
Visualizações: 482

Três bombeiros morreram e 13 pessoas ficaram feridas, em estado grave, na sequência de um incêndio que deflagrou ontem num prédio pertencente ao governo provincial de Gauteng, na baixa de Joanesburgo, antiga sede do Banco de Lisboa.

O edifício, de 23 andares, situado na Sauer Street, no centro da capital sul-africana, onde funcionou a antiga sede do Banco de Lisboa (actualmente Mercantile Bank, do grupo Caixa Geral de Depósitos) encontrava-se degradado e albergava serviços públicos do governo de Gauteng (província envolvente de Joanesburgo).

O Ministro do Desenvolvimento Económico de Gauteng, Jacob Mamabolo, confirmou a jornalistas, no local, a morte dos três bombeiros.

Segundo Mamabolo, dois bombeiros sucumbiram a ferimentos graves ao ficar retidos no cimo do prédio, acrescentando que o terceiro caiu do edifício, quando combatia o incêndio.

O governante adiantou que 13 pessoas foram evacuadas para um hospital local próximo, onde se encontram em tratamento médico.

Outros quatro bombeiros foram igualmente hospitalizados, dois dos quais nos cuidados intensivos, adiantou.