Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

A ONU anunciou ontem que elaborou um plano para uma eventual fuga de até 900.000 civis da província de Idleb, no noroeste da Síria, alvo de bombardeamentos do regime e do seu aliado russo.

“Elaboramos um plano de resposta para o caso de até 900.000 pessoas poderem fugir. Esperamos que isso não aconteça e que não seja necessário”, disse o coordenador humanitário regional da ONU para a crise síria, Panos Moumtzis.

A violência no noroeste da Síria causou em Setembro mais de 38.500 deslocados, segundo a ONU, que precisa de 311 milhões de dólares (cerca de 266 milhões de euros) para as necessidades básicas dos potenciais 900.000 deslocados.

Situada na fronteira com a Turquia, a província de Idleb é o último grande bastião rebelde da Síria e conta com cerca de três milhões de habitantes (incluindo um milhão de crianças), metade dos quais fugiram de outras zonas do país.

O regime sírio e a Rússia justificam os seus planos de ataque com a existência na província de cerca de 10 000 ‘jihadistas’.

A ONU tem pedido ao regime e aos seus aliados, assim como a outros países que têm influência sobre os grupos rebeldes, para que nos combates se respeite o princípio de não atacar áreas densamente povoadas, instalações humanitárias e infra-estruturas vitais.

“Neste momento, enquanto organização humanitária, embora esperemos o melhor, preparamo-nos para o pior”, disse Moumtzis.

A guerra na Síria, desencadeada em 2011, já matou mais de 360.000 pessoas, segundo o último balanço do Observatório Sírio dos Direitos Humanos divulgado ontem.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction