A CIDADE universitária de Gainesville, no norte da Flórida, amanheceu ontem “blindada” antes de um evento com o supremacista branco Richard Spencer, cujos discursos terminaram em contraprotestos e actos violentos em Agosto. Os arredores da Universidade da Flórida (UF), assim como as ruas que dão acesso ao campus, estão fechados ao trânsito. As aulas nos locais próximos ao Centro Philips, onde acontecerá o evento, foram suspensas. Mensagens a favor da diversidade também foram espalhadas. A organização presidida pelo supremacista de 39 anos, o National Policy Institute, é catalogada como um grupo de ódio pelo “Southern Poverty Law Center” (SPLC), uma ONG que monitora os grupos de ódio nos Estados Unidos

A CHINA castigou mais de um milhão e meio de funcionários públicos e investigou 440 altos quadros, parte da campanha anticorrupção lançada há cinco anos pelo Presidente Xi Jinping, anunciou ontem o Partido Comunista Chinês (PCCh). Yang Xiaodu, vice-secretário da Comissão Central de Inspecção e Disciplina do PCCh, anunciou em conferência de imprensa os números da campanha: 2.674.000 de membros do partido investigados, entre os quais 1.537.000 foram punidos. "Isto demonstra o nosso compromisso com o princípio de que a disciplina deve ser aplicada de forma rigorosa e de que todos os infractores devem ser punidos", afirmou Yang, um dia depois da abertura do XIX Congresso do PCCh.

O GOVERNO dos Estados Unidos exigiu quarta-feira que um eventual Governo de unidade palestino, que o Fatah e o Hamas possam formar, reconheça Israel, se comprometa com a paz e desarme o Hamas. “Os Estados Unidos reiteram a importância de uma adesão aos princípios do Quarteto (do Médio Oriente): todos os governos palestinos devem, sem ambiguidade e de forma explícita, comprometer-se com a não-violência, reconhecer o Estado de Israel, aceitar os acordos e obrigações entre as partes – incluindo o desarmamento de terroristas – e comprometer-se com negociações pacíficas”, disse num comunicado Jason Greenblatt, emissário do Presidente Donald Trump para o Médio Oriente. Esta é a primeira reacção de Washington após a conclusão de um acordo de reconciliação entre o Fatah e o Hamas, os dois principais partidos palestinos.

OS Talibãs realizaram dois ataques suicidas contra o exército na província afegã de Kandahar, gerando várias horas de combates e resultando em pelo menos 43 soldados mortos, informaram ontem governantes do país. Khalid Pashtun, membro do parlamento da província, avançou com o número de mortos no ataque, que começou na quarta-feira à noite. Os Taliban confirmaram o ataque através de um comunicado. As forças afegãs têm vindo a enfrentar mais dificuldades em combater os Talibãs desde finais de 2014. Entretanto, na quarta-feira, o secretário norte-americano de Estado, Rex Tillerson, disse que os Estados Unidos pretendem permanecer no Afeganistão até a completa paz e estabilidade no país asiático. A campanha militar dos EUA no Afeganistão é a mais longa da história norte-americana e já dura 13 anos.

O NOVO enviado especial da ONU para o Sahara ocidental, Horst Koehler, em viagem desde segunda-feira pela região, deslocou-se quarta-feira a Tindouf (Argélia) onde visitou um campo de refugiados saharauis e disse estar determinado na resolução do conflito. Designado em Agosto pelo Secretário-Geral da ONU, António Guterres, que lhe pediu para relançar as negociações entre Rabat e os independentistas da Frente Polisário, Koehler iniciou a sua deslocação na segunda-feira em Marrocos, que desde 1975 controla a maior parte desta ex-colónia espanhola. A Polisário proclamou em 1976 a República Árabe Saharauí Democrática (RASD) e reivindica um referendo sobre a autodeterminação, previsto pela ONU.

O PRESIDENTE angolano, João Lourenço, destacou ontem, em Brazzaville, o empenho de Angola nos esforços para ultrapassar as crises políticas e militares nas Repúblicas Democrática do Congo (RDCongo), Centro-Africana, Burundi e Sudão do Sul nos últimos quatro anos. O Chefe de Estado angolano discursava na sétima cimeira de Chefes de Estado e do Governo da Conferência Internacional para a Região dos Grandes Lagos (CIRGL), que se realiza na capital da República do Congo - que ontem assumiu a presidência rotativa -, tendo realçado o apoio, nos dois mandatos à frente da organização. Angola entrega agora a presidência à República do Congo da CIRLG, organização que integra ainda o Burundi, a RDCongo, RCA, Quénia, Uganda, Ruanda, Sudão, Sudão do Sul, Tanzânia e Zâmbia.

O CONFLITO na República Centro-Africana é “uma crise dramática, mas esquecida”, afirmou quarta-feira o Secretário-Geral da ONU, António Guterres, em entrevista à AFP e televisão RFI, antes de visitar o país, de 24 a 27 de Outubro. “A República Centro-Africana está muito longe das atenções da comunidade internacional. O nível de sofrimento do povo, mas também os dramas sofridos pelos trabalhadores humanitários e as forças de manutenção de paz merecem uma solidariedade e uma atenção acrescidas”, considerou o chefe das Nações Unidas. Além da capital, Bangui, Guterres também tenciona deslocar-se a Bangassou, no sul. A RCA vive uma situação de caos desde 2013.

CERCA de 15 mil crianças com menos de cinco anos morreram em 2016 em todo o mundo, e 46% destas morreram nos primeiros 28 dias de vida, segundo um relatório divulgado na quarta-feira pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). Apesar de se ter registado uma descida da mortalidade nos primeiros cinco anos de vida, de 9,9 milhões de mortes em 2000 para 5,6 milhões em 2016, a proporção de recém-nascidos entre os falecidos aumentou de 41% para 46% neste período. O relatório prevê que, se se manterem estas tendências, 60 milhões de crianças com menos de cinco anos vão morrer entre 2017 e 2030.

Mais recentes

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 20 Outubro 2017
O PRESIDENTE da República, Filipe Nyusi, manifestou há dias, e de forma particularmente severa, a sua preocupação em relação aos elevados índices de corrupção que se registam no país, tanto no sector público quanto no... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Caia vira corredor de desenvolvimento
Quinta, 19 Outubro 2017
O ADMINISTRADOR do distrito de Caia, João Saize, considerou, há dias, em entrevista ao nosso Jornal, que nos últimos oito anos a região se transformou num verdadeiro corredor de desenvolvimento, com a entrada em funcionamento da Ponte Armando Guebuza, em Agosto de 2009. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

HÁ alguns anos, o Governo do ex- presidente moçambicano, Joaquim ...
2017-10-20 23:30:00
MAIS um linchamento ocorreu ao princípio desta semana na cidade da Beira, ...
2017-10-20 23:30:00
TURMA, não posso ignorar esta chamada, serei rápido. Enquanto estou ...
2017-10-20 23:30:00
MOCÍMBOA da Praia, na província de Cabo Delgado, está desde ...
2017-10-19 23:30:00
Passam cerca de duas semanas que contei a história onde o personagem ...
2017-10-19 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1706 visitantes em linha