REGULARMENTE me desloco à minha terra natal, lá para as bandas de Morrumbene, província de Inhambane, mais concretamente na localidade de Bobiane, ali perto da famosa loja do Coelho em Pagula.

Minha mãe Resia Simão, falecida em Dezembro de 2013, que Deus a tenha, tinha uma amiga vizinha que sempre que vou para lá, gosta de conversar comigo, me fazendo perguntas sobre o que ela ouve nos meios de comunicação social ou através de terceiras pessoas sobre o nosso país. Foi ela que desta vez, quando lá cheguei, mesmo na ausência da sua amiga (minha mãe), não teve receio em vir ter comigo.

Caros leitores, o que admiro muito desta anciã, é a capacidade dela em acompanhar os acontecimentos do país. Vejam caros leitores as perguntas que ela foi me fazendo:

Ela: “Meu filho, dizem que estamos a voltar de novo a guerra, que houve um ataque lá no norte e que as pessoas estão a retomar aquele sofrimento que nem quero pensar nele, o de dormirmos no mato ou refugiarmo-nos nas cidades, afinal o que se passa?”

Olhei para ela e quase tirei lágrimas pois, sei o quanto se passou mal na minha zona durante a guerra dos 16 anos (digo dos 16 anos para não ferir sensibilidades e em nome da reconciliação), nessa altura, eu consegui resgatar minha mãe para Maputo e mesmo assim me ficou uma marca do meu primo José Jone Sefane Novela que foi queimado vivo, sim é isso caros leitores, foi queimado vivo e deixou duas viúvas e 7 filhos.

Depois de eu viajar nesse longínquo tempo que a minha interlocutora não quer ver repetido ao mesmo tempo que contemplava a ela, dei-lhe a seguinte resposta: mamã, aconteceu sim mas acho que não vamos voltar à situação da guerra passada, pois, estão a resolver o assunto conversando.

E em seguida ela disse: “mas ouvi que no local morreram soldados da Renamo e que eram miúdos, será verdade? Afinal Renamo continua a enganar os nossos netos e levá-los para as matas? Afinal é por causa disso que nega entregar os seus soldados ao Governo para não descobrirmos que anda a recrutar crianças?

Caros leitores, a esta pergunta, eu não consegui responder, tendo me socorrido a um, mamã, vamos deixar isso veja se manda procurar sura para mim estou com tanta saudade de a consumir bem fresca e assim mudei de conversa.

Quem poderá me ajudar a responder a pergunta em aberto?

Paz, paz, paz.

António F. Sefane

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction