Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

Hoje, o Dr. Hassane gargalhou por mais de uma hora. Com trapos entre os dedos, recordou-se do seu bairro, da gente,  dos lugares e da máquina. O engenho que marcou a sua infância.

Em cada partícula de poeira que leva ao dedo uma lembrança vem e lhe leva a um passado distante. Enquanto recorda, Adaminho, o seu primo, abre a boca e recorda a história dos calções de uniforme.

O uniforme particular

Clientes em fila. Senhor Agi Ali Ali pedala, o som da máquina de cozer artesanal fura o pano, a mão habilidosa segura o tecido.

Por dias finaliza mais de 10 encomendas e promete entregar outras 25. Lento e pouco falador, quando não está a pedalar está a tirar medidas. Para os homens é rápido e preciso. Para os clientes antigos usa medidas da base de dados, um caderno A5 de seu filho mais novo Hassane.

Detalhista e concentrado, tira as medidas das mulheres. Até para acertar uma bainha faz medidas.

Janeiro e Fevereiro são meses de maior enchente. Os pais dos miúdos encomendam uniformes e o alfaiate tem de trabalhar até as 20 horas. Não entra em casa, fica na varanda da casa de madeira e zinco a exercer as suas funções.

Mata-bicha com batata africana e salada de alface, e, por vezes, mandioca e salada de alface.  No almoço é xima em bolinhas, acompanhado de um caril. O homem come com as mãos, lava as mãos, repousa os olhos e depois de 23 minutos volta ao trabalho.

Hassane é agitado, fala muito e ajuda o pai, mete a linha nas agulhas, recolhe os remendos, descrimina o tecido bom do mau e recebe dinheiro de lanche.

O seu uniforme é o último a ser costurado. Característico, tem tonalidades diferentes, mas o corte, os acabamentos são elegantes. Anualmente, o miúdo tem dois uniformes para escola. O de Fevereiro e do meio do ano. 

O do meio do ano é remendado, o pai alfaiate pedala e fecha todos os buracos que o filho cria, desde os joelhos até na parte traseira da calça. Hassane é forte, ninguém fala dos seus remendo na sua frente, mas quando o segundo uniforme chega, a expressão facial do miúdo muda e, por vezes, é complicado remendar um sorriso no rosto do filho do alfaiate macoa.

Quando o ano acaba, os calções são usados para estufar a cadeira que o alfaiate senta e pedala para que o filho seja Doutor. O doutor médico Hassane Ali Ali.

Hélio Nguane

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction