Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

QUANDO estava em construção o terminal multiuso de carvão mineral no distrito de Nacala-à-Velha, em Nampula, falar deste distrito era o mesmo que se referir a uma região que teria um desenvolvimento acelerado, tendo em conta os milionários investimentos canalizados para “salvá-la” da miséria e pobreza.

Não foi por acaso que muitas pessoas de várias partes do globo foram para lá à procura de negócios e oportunidades de emprego. Em suma, Nacala-à-Velha esteve outra vila. A vida tinha outra dinâmica que animava a qualquer um.

E porque nunca estivemos indiferentes ao que se passa neste distrito, em matéria de desenvolvimento, vale dizer que depois de ter sido concluída a construção do terminal Nacala-à-Velha continua, em vários aspectos, a ser o mesmo. Pelo menos é isso que se vê neste momento. O ritmo abrandou. Por exemplo, a área do turismo que aparentava crescimento, a tendência agora é de baixar cada vez mais, em parte por falta de clientes, o que ditou o encerramento de alguns estabelecimentos turísticos e de hospedam. 

Há muitos contrastes que actualmente Nacala-à-Velha apresenta. E por falarmos desses contrastes, vale dizer que no início deste ano alertámos para o facto de a beleza do palácio do administrador de Nacala-à-Velha, sobretudo da parte frontal, contradizer, em absoluto, com o estado degradante de outras infra-estruturas adjacentes.

As estradas da vila-sede distrital apresentam buracos, para além de ser muito poeirentas por não estarem asfaltadas. A alguns metros da vila está a tal estrada do CLN, que contrasta, em absoluto, com as da vila. Não se está contra as boas condições de circulação que ela tem, porém, somos da opinião que a asfaltagem deveria abranger pelo menos o centro da vila, onde as vias estão mais degradadas. Além dessa estrada, as instalações dos escritórios do CLN constituem outro “mundo” dentro de Nacala-à-Velha.

Por isso, mais do que nunca, vale a pena pensar e reflectir os contrastes prevalecentes de Nacala-à-Velha. Falamos disto porque entendemos que não o fazer seria fingir que não vemos algo que, em nossa opinião, está errado e que precisa de ser corrigido.

Reconhecemos também haver esforços de desenvolvimento, com investimentos em várias áreas, tal como está a fazer a CLN e outras empresas, em parceria com o Governo de Nacala-à-Velha, e noutras zonas do país. Igualmente, entendemos que muito ainda deve ser feito para que, nalguns casos, esses investimentos não criem contrastes, em termos de desenvolvimento, nos locais onde estão a ser aplicados.

Normal 0 false false false EN-US X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Table Normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0in 5.4pt 0in 5.4pt; mso-para-margin:0in; mso-para-margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:10.0pt; font-family:"Calibri","sans-serif";}

Mouzinho de Albuquerque

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction