Dialogando: Entrevistas e debates à roda das dívidas  (Mouzinho de Albuquerque)

 

MOÇAMBIQUE vive um momento mau, ímpar da sua história pós independência e que vai ficar na nossa memória colectiva, por alguns compatriotas terem decidido enveredar pelo escândalo das “dívidas ocultas”. É o maior escândalo financeiro de que há memória, o que levou os parceiros de cooperação a suspenderem a ajuda ao Orçamento do Estado, para a maior desgraça dos moçambicanos.

Entretanto, o que é real, correcto, bom e necessário é constatar que o assunto está a suscitar, no seio dos moçambicanos, independentemente das suas simpatias político-partidárias, crença religiosa, vida profissional e intelectual, uma motivação para se repensar, de forma profunda, no país, na perspectiva de se corrigir, responsabilizando e condenando de forma exemplar, os principais prevaricadores neste processo.

Ainda bem que o problema está a ser tratado pelos órgãos da Justiça do país e do estrangeiro. Até porque na verdade, desta vez, torna-se importante que os moçambicanos ganhem confiança na sua justiça e isso consegue-se, também, pela forma como ela é aplicada, sem discriminações, isto é, entre cidadãos de primeira ou de segunda, independentemente do poder económico, político ou outro. Por isso, os órgãos de justiça são chamados a desempenar com seriedade e responsabilidade o seu papel no tratamento deste rombo financeiro.

Até porque a actuação da PGR no caso, embora se considere tardia, pode ser um sinal positivo na perspectiva da sua credibilização, claro, passando pela responsabilização dos que praticaram tal crime que aumentou o fosso da pobreza no país.

E porque de facto são dívidas que remetem a todos os cidadãos a repensarem no seu país, tem se vindo a acompanhar, através dos órgãos comunicação social, entrevistas algumas das quais inéditas, dadas por figuras proeminentes, nas quais dão a sua opinião sobre essas dívidas. Embora tais opiniões não sejam de todo convergentes, naturalmente, quanto à melhor saída para o caso, na essência, elas provam a indignação e discordância dos seus protagonistas, do rumo que o país levou depois de os que não amam a sua pátria, terem concretizado os seus objectivos maléficos, arruinando o já empobrecido país.  

Aliás, é na perspectiva dessa inquietação profunda, que se multiplicam debates, embora alguns deles decorram debaixo de um misto de esperança e suspeição, quanto ao provável resultado final que se espera deste assunto. Se na realidade com fé e coragem alcança-se qualquer objectivo, então esperamos que essas entrevistas e debates, continuem a ser feitas com a pretensão de se destacar as implicações mais profundas das dívidas na vida social e económica do povo, de modo a contribuírem para que o desfecho deste problema seja em benefício do país, e não seja comum de uma vez por todas, dizer-se que vivemos numa nação de institucionalização dos crimes de corrupção, branqueamento de capitais e de impunidade.

Formamos parte desses debates, porque na realidade, a mudança de qualquer situação de má para melhor, como é o caso vertente, num estado de direito como o nosso, é e sempre será um exercício que requer um engajamento de todos. Porém, sem tecermos juízos redutores, na resolução deste crime, por justamente estarmos cientes da sua complexidade, sublinhamos que resgatar o Estado das más e reiteradas práticas de governação, neste caso de corrupção, deve ser de facto, uma tarefa de larga abrangência, como pode estar a acontecer através de entrevistas e debates. É nossa esperança que a solução desta questão, que dependerá da justiça, agrade e transmita efectivamente, confiança aos moçambicanos, concorrendo para tornar credível a seriedade com que o Estado moçambicano pretende cumprir os seus propósitos e suas políticas no combate à corrupção em Moçambique, de modo a que o país retome e acelere o desenvolvimento como vinha antes do roubo monumental do dinheiro do erário público.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction