Opinião

Politica

A direcção da Renamo considera nula a eleição, à sua revelia, de Sandur Ambrósio e Luís Chitato, para a direcção do partido, como ...

segunda, 18 fevereiro 2019
Leia +

Nacional

O Tribunal Judicial da Cidade de Maputo decidiu manter em prisão preventiva o arguido Ndambi Guebuza, numa audição que terminou há momentos na capital do país. ...

segunda, 18 fevereiro 2019
Leia +

Autárquicas 2018

O PRESIDENTE do Conselho Autárquico da Cidade de Maputo, Eneas Comiche, desafiou ontem o vereador do pelouro de Protecção e Segurança, Manuel Zandamela, a consolidar o ...

quarta, 13 fevereiro 2019
Leia +
Pub
SN

Desporto

O COSTA do Sol conquistou, na tarde de ontem, mais uma Supertaça nacional em futebol, a segunda consecutiva e oitava no cômputo geral, após vitória sobre a União ...

segunda, 18 fevereiro 2019
Leia +

Economia

A petrolífera italiana ENI disse hoje à Lusa que o progresso no projecto da bacia do Rovuma, em Moçambique, está dentro do prazo e que a primeira exportação ...

segunda, 18 fevereiro 2019
Read more

Tecnologias

Representantes de fundos ambientais de Madagáscar, Uganda e Moçambique reúnem-se hoje em Maputo para discutir formas de compensação que possam ser aplicadas nestes ...

segunda, 18 fevereiro 2019
Leia +

JCVD.

NA infância tinha a certeza que Jean Claude Van Damme era indestrutível. Força física: músculos duros, capazes de enfrentar os mais tenazes vilões; suportar ferimentos; resistentes, prontos para alcançar o triunfo no último combate.

Técnica: Van Damme ensinou-me que a vitória é resultado de treino, disciplina, que a força, o talento não são nada sem a teoria. Mostrava que, antes de subir ao ringue, os magníficos pontapés eram forjados nos treinos e no combate eram replicados.

Força de espirito: sem ela os gigantes não têm capacidade para esmagar um ovo, triturar um tomate, travar a acção de uma mosca. Nos seus filmes mostrou que é necessário ter coragem para encarar a dor, a perda e a injustiça com destreza.

Aqueles longas-metragens, naquele tempo, para mim e outros menores eram aulas, ficávamos em transe depois do final, assistíamos até ao desfile da ficha técnica, na esperança de ver mais um combate. Depois disso, exercitávamos, decalcávamos alguns golpes do nosso astro.

Agora, vejo que a vida é similar ao calvário enfrentado por Van Damme nos filmes. No entanto, não existe o último combate, aquela luta final que nos gradua como vencedores legítimos da nossa vida.

Na docência percebi que os professores vivem como Cristo, na Sexta-feira da paixão. Espinhos, dor, saliva alheia na cara. Sem dúvidas, dá vontade de desistir. Mas nestes momentos recordo-me de Van Damme, das suas lições e resisto.

Glória Maria, sempre acreditei que os nossos ídolos são imortais. Senhora, há dias, quase tirei lágrimas dos olhos quando assistia JCVD, um filme de ficção que mistura factos da vida íntima de Van Damme.

Lamentei, vi as fragilidades do actor nascido de origem belga, percebi que ele é um ser de carne e osso, que também tem momentos de fraqueza. Muitos por acaso.

Mulheres:contou que acredita no amor e se envolveu com várias e até casou inúmeras vezes a procura deste sentimento cada vez mais raro.

Fama:a indústria cinematográfica é diferente das artes marciais, onde a disciplina a honra são exigências, imperativos. Narrou que nos bastidores da sétima arte existem cobras, que tem como meta a destruição das estrelas.

Fama:contou que a privacidade é um animal pré-histórico, que já não habita a terra. Paparazzis, curiosos, agora todos andam com as câmeras prontas para fotografar um acto bacanal, insólito, que pode destruir os pilares dos astros do cinema. Uns o fazem por dinheiro, mas a maioria faz pelo reles prazer de ver a desgraça alheia.

Drogas:disse que quando se alcança o cimo da montanha sempre procuramos por mais. E a droga foi como as mulheres em sua vida, deram amor e no fim mergulharam-no na desgraça. "Mas resiste", conta o actor.

Depois de ver o filme, que não tinha muita acção, procurei ler a ficha técnica para saber o nome do director. Bati na mesa, várias vezes, de raiva.

Glória Maria, sei que era suposto estar a falar do inicio das aulas, mas não estou motivado. Falta motivação para tal. A profissão me dá golpes e sinto que me faltam forças para resistir até ao ultimo combate. 1024x768

 

Normal 0 false false false EN-GB X-NONE X-NONE /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Table Normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin:0cm; mso-para-margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Calibri","sans-serif"; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-fareast-font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-theme-font:minor-fareast; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-bidi-font-family:"Times New Roman"; mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

 

Glória Maria-Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction