Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

O PRESIDENTE da República, Armando Emílio Guebuza, recebeu ontem, no seu gabinete de trabalho, em Maputo, cumprimentos de despedida da Embaixadora Extraordinária e Plenipotenciária da República Democrática de Timor-Leste, Marina Ribeiro Alkatiri, que termina missão de vários anos ao nosso país.

Falando a jornalistas à saída do encontro, Marina Alkatiri manifestou o sentimento de missão cumprida e reiterou os laços de amizade e cooperação existentes entre os dois países e povos.

“O objectivo da minha missão aqui foi alcançado, pois as relações entre os dois países continuam fortes e consolidadas. Temos cooperação, para além da área político-diplomática, em vários sectores, com destaque para a Educação, onde damos prioridade à formação dos nossos quadros, uma vez que para reconstruirmos o nosso país precisamos de quadros qualificados”, afirmou a embaixadora cessante de Timor Leste que diz regressar ao seu país para levar a cabo outras missões.

Timor-Leste inaugurou oficialmente em Abril de 2004, a sua Embaixada em Maputo, a primeira missão diplomática timorense em África desde a sua independência em 2002.

Nessa altura, José Ramos-Horta, então ministro timorense dos Negócios Estrangeiros, expressou a sua apreciação ao governo e povo moçambicanos pelo seu apoio à causa timorense durante décadas, sublinhando que “continuaremos a precisar do vosso apoio para consolidar a paz e o desenvolvimento humano”.
Ramos-Horta disse que o seu país estava endividado com Moçambique pelo seu papel na campanha diplomática internacional pela liberdade e independência timorenses depois da invasão indonésia de Dezembro de 1975.
Nos finais dos anos 70, quando os Estados Unidos deram um apoio tácito à ocupação indonésia, Moçambique e Angola foram os únicos países que levantaram a causa timorense na arena internacional. Foi nesta cerimónia que Ramos-Horta apresentou Marina Alkatiri como a encarregada de negócios da missão, cargo que assumiu até à sua nomeação como embaixadora extraordinária e plenipotenciária de Timor-Leste em Moçambique. Marina e o seu esposo Mari Alkatiri, encontravam-se fora de Timor-Leste, quando a Indonésia invadiu o território
Refugiaram-se então em Maputo, onde permaneceram durante mais de três décadas.

A imagem reflecte o momento em que Marina Alkatiri se despedia do Presidente da República Armando Guebuza.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction