Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

O MINISTRO dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Oldemiro Balói, conclui hoje uma visita de trabalho de três dias a Portugal, durante a qual analisou com as autoridades locais o actual estágio das relações de amizade e de cooperação entre os dois países.

Na quinta-feira Oldemiro Balói transmitiu, em nome do Governo de Maputo, as mais sentidas condolências à família do antigo jogador luso-moçambicano Eusébio da Silva Ferreira, que morreu em Janeiro último em Lisboa aos 71 anos, vítima de paragem cardio-respiratória. O acto teve lugar no Cemitério do Lumiar, na capital portuguesa.
No funeral de Eusébio Moçambique foi representado pelo seu embaixador em Lisboa.

Ainda no âmbito da sua visita a Portugal, Oldemiro Balói avistou-se, também na quinta-feira, com o chefe da diplomacia portuguesa, Rui Machete, com quem abordou os últimos desenvolvimentos da cena política internacional, principalmente os que se relacionam com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

O ministro moçambicano disse que o crescente interesse internacional de adesão à CPLP constitui motivo de orgulho para os países membros da comunidade.
Oldemiro Balói falava à AIM, em Lisboa, no âmbito da sua visita oficial a Portugal.

Na ocasião o chefe da diplomacia moçambicana falou da necessidade de a CPLP adoptar uma nova visão virada para um mundo em constantes mudanças, tendo presente a vontade dos Estados membros de criar o clima de paz, estabilidade e crescimento económico. Uma pesquisa divulgada em Março deste ano aponta que as reservas de gás natural descobertas em Moçambique e o petróleo de Angola e Brasil podem dar maior visibilidade internacional à CPLP.
A AIM perguntou ao ministro Balói como é que Moçambique encara os recentes anúncios públicos de que o Japão e a Índia estão interessados em integrar a organização, respondendo, o governante, que isso não é preocupação, uma vez que foi pensando nessa perspectiva que a CPLP criou categorias de membro de pleno direito e de observador associado. “Temos que nos organizar para os novos desafios”, sublinhou Balói.
Ontem, no âmbito da sua visita, Oldemiro Balói esteve na sede da CPLP, em Lisboa, na sua qualidade de presidente em exercício do Conselho de Ministros da organização.
O diplomata manteve conversações com o secretário executivo da CPLP, o diplomata moçambicano Murade Isaac Murargy, com quem abordou os últimos desenvolvimentos políticos e económicos nos Estados membros e os preparativos da cimeira da CPLP em Díli, Timor-Leste.
Na semana passada o embaixador da Índia em Portugal, Jitendra Nathi, confirmou o interesse do seu país em integrar a CPLP, mas ainda sem uma decisão final.
O diplomata referiu exemplos de laços fortes entre a Índia e o mundo lusófono, como os Jogos da Lusofonia deste ano, em Goa.
No início deste mês o primeiro-ministro japonês expressou o interesse do seu país de se tornar membro observador da CPLP. Shinzo Abe expressou o interesse, em Lisboa, durante a sua primeira visita oficial a Portugal.
Para além de Moçambique, fazem parte da CPLP Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Portugal, S. Tomé e Príncipe e Timor-Leste.
Moçambique assume actualmente a presidência rotativa da CPLP.

Sábados

CLICKADAS

...

A BELEZA do mundo é uma bênção que se vive na ...

TEMA DE ...

NUMA entrevista que concedeu ao escritor Marcelo Panguana, publicada no ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction