AMISSE Cololo, do partido Frelimo, e Paulo Vahanle, da Renamo, vão disputar a segunda volta da eleição intercalar a presidente do município da cidade de Nampula, para “recuperar” votos que permitam a proclamação de um deles como vencedor.

A segunda volta deste escrutínio foi aprovada em acta e edital depois da centralização e do apuramento dos resultados da eleição intercalar de 24 de Janeiro, em que nenhum dos candidatos obteve a maioria dos votos, ou seja, mais de 50 por cento dos votos validamente expressos exigidos por lei para ser proclamado vencedor.

Os candidatos da Frelimo e da Renamo vão à segunda volta por terem conseguido a maioria dos votos, respectivamente com 32.042 votos expressos, ou seja 44,51 por cento, e 29.029 votos, correspondente a 40,32 por cento.

Este anúncio foi feito ontem pelo presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE), Abdul Carimo, que afirmou que este colectivo aprovou a acta e o edital da centralização e do apuramento dos resultados da eleição intercalar do presidente do Conselho Municipal da Cidade de Nampula, que remetem os candidatos da Frelimo e da Renamo a uma 2.ª volta.

Abdul Carimo explicou que os dados do apuramento parcial e intermédio mostram que nenhum dos candidatos obteve a maioria dos votos, ou seja, mais de 50 por cento dos votos validamente expressos exigidos por lei para ser proclamado vencedor.

Esclareceu que o apuramento iniciou com a apreciação das questões prévias, através da requalificação de 1.307 votos considerados nulos e 18 reclamados ou protestados, o que culminou com a realização da sessão de centralização nacional.

“Fizemos a verificação do número total de eleitores inscritos, de eleitores que votaram e sua percentagem relativamente aos primeiros; o número total de votos obtidos por cada candidato presidencial, do número de votos em branco e do número de votos nulos e a necessidade de uma segunda volta para a eleição do presidente do Conselho Municipal”, disse Abdul Carimo Sau.

Disse, igualmente, que da reapreciação dos votos considerados nulos foram validados 216 e dos votos reclamados ou protestados foram validados 14, seis foram considerados em branco e os restantes definitivamente nulos.

Ao todo, foram cinco os candidatos que submeteram as suas candidaturas ao cargo de presidente do município da cidade de Nampula, nomeadamente Amisse Cololo (Frelimo), Paulo Vahanle (Renamo), Carlos Saíde (MDM), Filomena Mutoropa (PAHUMO) e Mário Albino (AMUSI).

Amisse Cololo, com 32.042 votos expressos, e Paulo Vahanle, com 29.029 votos, são os candidatos que mais se destacaram neste escrutínio. Carlos Saíde teve 7.273 votos, Mário Albino, 3.072 votos, e, por último, Filomena Mutoropa, 573 votos.

Para esta eleição votaram 73.852 (24,90 por cento) do total de 296.590 eleitores inscritos e os restantes 222.738 (75,10 por cento) abstiveram-se.

A eleição teve 1.143 observadores nacionais e 50 estrangeiros e 238 jornalistas nacionais distribuídos pelos diferentes postos administrativos da cidade de Nampula. Um total de 3.066 participou como delegados de mesa indicados pelos candidatos.

O presidente da Comissão Nacional de Eleições saudou a postura de civismo e legalidade demonstrada durante a votação e a todos que, directa ou indirectamente, contribuíram para que este exercício democrático fosse um sucesso.

Frelimo preparada

O SECRETÁRIO para Mobilização e Propaganda da Frelimo, Caifadine Manasse, disse que o seu partido vai à segunda volta para continuar a conquistar os munícipes a votarem no seu candidato e ganhar a eleição intercalar.

Referiu que a Frelimo foi a este processo como oposição, mas a população de Nampula mostrou a sua confiança a esta formação política e deu o seu posicionamento de voto a Amisse Cololo, que, segundo disse, não foi proclamado vencedor por força da lei.

“Vamos à segunda volta com muita serenidade, responsabilidade e, acima de tudo, com um comprometimento para com os munícipes de Nampula. Vamos continuar a trabalhar para termos os votos dos munícipes e fazer de Amisse Cololo o vencedor”, disse Manasse.

Afirmou que a preparação para a segunda volta da “Intercalar” está a ser preparada com muita responsabilidade, de modo a transmitir aos munícipes de Nampula aquilo que o candidato irá fazer, com humildade e respeito com os citadinos.

Caifadine Manasse afirmou que, tendo em conta a previsão do tempo com as eleições autárquicas de 10 de Outubro, a Frelimo fará de tudo para alinhar os compromissos plasmados no manifesto de Amisse Cololo com o período que se vai estabelecer depois da segunda volta.

Renamo diz que vai confirmar  a vitória

O MANDATÁRIO da Renamo, André Magibire, lamentou o facto de a eleição ter registado uma série de irregularidades que, segundo disse, mancharam o processo da eleição intercalar, também caracterizada por abstenções.

Apontou o facto de em quase todas as assembleias de voto se terem feito pessoas com pastas, sacolas e outros objectos que podem ser considerados suspeitos e que são proibidos por lei. Disse, igualmente, que houve casos de pessoas que foram trazidas de outros pontos da província de Nampula para votar num determinado candidato.

Apesar disso, segundo disse, a Renamo e o seu candidato, Paulo Vahanle, vão a essa segunda volta para confirmar a vitória, alegadamente não proclamada no primeiro escrutínio devido às irregularidades que ocorreram neste processo.

“Por força da lei a Renamo vai à segunda volta e vai criar todas as condições para que a sua vitória seja confirmada”, reiterou Magibire.

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 20 Abril 2018
O recente anúncio, pela direcção da Liga Moçambicana de Futebol (LMF), da falta de fundos para levar o Campeonato Nacional de Futebol – Moçambola - até ao fim, apanhou muitos moçambicanos de surpresa, em particular a família do futebol.... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
O jazz é a escola onde esta geração dá aulas
Quarta, 25 Abril 2018
A construção de uma obra de arte é um exercício aturado, que envolve um investimento alto, estudo e, se tratando de performance, constante ensaio. Foi o que ficou claro nas apresentações dos três instrumentistas que actuaram, há dias, na primeira edição “Jazz no Franco”. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

25.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

POR que a pressa, foi a pergunta com que terminei o primeiro texto desta ...
2018-04-25 00:32:00
Há uns tempos, aqui neste espaço, falamos sobre o valor da vida. Nessa ...
2018-04-25 00:30:00
O Zimbabwe celebrou no passado dia 18 de Abril, o 38º aniversário da ...
2018-04-25 00:30:00
Não é que seja uma grande novidade falar de interrupções ...
2018-04-24 00:30:00
SEMANA passada, Stella Pinto Novo Zeca cumpriu mais uma etapa da sua ...
2018-04-24 00:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 2504 visitantes em linha