Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

 

Normal 0 false false false EN-GB X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Table Normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin:0cm; mso-para-margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Calibri","sans-serif"; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-fareast-font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-theme-font:minor-fareast; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-bidi-font-family:"Times New Roman"; mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

 

 

OS Chefes de Missão da União Europeia em Moçambique saúdam o consenso alcançado sobre a questão da descentralização no processo de paz em curso e felicitam o Presidente da República, Filipe Nyusi, e o líder da Renamo, Afonso Dhlakama, pelo acordo para que o parlamento faça emendas constitucionais antes das eleições de 2019.

 

Num comunicado enviado à nossa Redacção, os Chefes de Missão da União Europeia compartilham a opinião de que uma reconciliação efectiva também exige o envolvimento de todas as forças políticas e da sociedade civil.

Acreditam também ser importante o envolvimento das igrejas e organizações religiosas neste processo, conforme foi recentemente expresso pela I Cimeira sobre Paz e Reconciliação realizada na cidade da Beira, em Sofala.

A União Europeia reitera que continuará a apoiar Moçambique no caminho para a paz duradoura para a estabilidade democrática e para a prosperidade de todos os moçambicanos.

Entretanto, a Associação de Pequenas e Médias Empresas (APME), congratula também o consenso alcançado sobre a descentralização e diz em comunicado que é uma prova da democracia e representa para a classe empresarial um marco importante de reconciliação entre os moçambicanos.

Na sua mensagem, a APME considera que este gesto contribui para a elevação do sentido patriótico, da defesa da unicidade do Estado e do respeito pelos direitos humanos que insere em si dos mais nobres valores do povo moçambicano, que é a paz, concórdia, harmonia, e a estabilidade política, económica e social do país.

Entendem ainda os empresários que o Presidente da República ao assumir que vai submeter a matéria de descentralização para discussão e aprovação da assembleia deu garantias de que este é um processo irreversível, que abre espaço e mais oportunidades para as pequenas e médias empresas.

Sustenta que o consenso alcançado assegurará a tranquilidade e a livre circulação de pessoas e bens em todo o território nacional que propicia um clima favorável para o restabelecimento da confiança dos investidores nacionais e estrangeiros, resultando no aumento da produção e da produtividade.

A APME encoraja o Presidente da República e o líder da Renamo a prosseguirem com o diálogo ao mais alto nível e apela à Assembleia da República a acolher os resultados do diálogo e que use das suas competências constitucionais para acomodar a expressa vontade do povo moçambicano na lei.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction