Os jornalistas Amade Abubacar e Germano Daniel Adriano, ambos da Rádio e Televisão de Macomia, na província de Cabo Delgado, foram hoje (23) restituídos à liberdade, sob termo de identidade e residência, informa o MISA-Moçambique em comunicado a que o Notícias teve acesso.

Os jornalistas, que se encontravam presos naquela província, foram soltos depois de uma longa batalha que o MISA vinha travando neste processo, acompanhada de várias acções de advocacia empreendidas por organizações nacionais e internacionais, indica o comunicado emitido pelo MISA.

Amade Abubacar e Germano Adriano irão responder às acusações do Ministério Público em liberdade, enquanto o MISA-Moçambique, através dos seus advogados, continua a produzir evidências para provar em tribunal a sua inocência, assim como restituir a verdade em torno do caso, lê-se no documento.

Os dois profissionais, que foram detidos em momentos distintos, foram acusados, formalmente, no dia 16 de Abril do ano em curso, aponta o documento, acrescentando que para o caso de Germano, a acusação foi feita violando o prazo de 90 dias previsto pela Lei, para a prisão preventiva.

Segundo consta do processo inicial, Germano era acusado de estar envolvido na prática de crimes de violação do segredo de Estado por meios informáticos e instigação pública.

Porém, em despacho do dia 16 de Abril, os dois jornalistas são acusados de difundir mensagens desabonatórias contra os membros das Forças de Defesa de Moçambique – FADM, através da sua conta do Facebook, que anunciava os ataques que ocorriam nas aldeias do distrito de Macomia, tendo como editor Germano de Sousa.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction