A MINERADORA Vale, que opera na extracção do carvão mineral na bacia carbonífera de Moatize, na província de Tete, capacitou durante o ano passado cerca de três mil trabalhadores e candidatos a emprego seleccionados nos diversos pontos do país.

A capacitação dos beneficiários insere-se na implementação dos programas de desenvolvimento social da empresa, segundo afirmou Altiberto Brandão, director de Operações da Vale. Referiu que para estas acções, que foram realizadas a nível local e no estrangeiro, a mineradora investiu pouco mais de nove milhões de dólares norte-americanos.

“Este é o nosso comprometimento no apoio à educação e ao conhecimento, por acharmos que esta é base para se alcançar o desenvolvimento”, disse Altiberto Brandão, o qual indicou que as acções de capacitação profissional dos trabalhadores e dos candidatos a emprego vêm sendo desenvolvidas pela empresa em parceria com o Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFP).

A maior parte dos formandos, de acordo com a fonte, são jovens recrutados no distrito de Moatize e no município da cidade de Tete, tudo na perspectiva de minimizar o problema de desemprego através da criação do auto-emprego, sobretudo no seio dos residentes nos arredores da área de operações da Vale.

No quadro dos seus programas de desenvolvimento social aquela mineradora já disponibilizou diverso material de escritório, equipamentos e máquinas ao INEFP, naquilo que constitui um contributo para garantir uma formação profissional de qualidade aos jovens da província de Tete, de modo a que estes possam encontrar facilidades de empregabilidade nas diversas empresas que operam naquele ponto do país em várias frentes de produção.

Alberto Brandão, que falava há dias numa cerimónia de renovação do empréstimo do material ao INEFP, afirmou que este gesto insere-se no vasto programa de responsabilidade social da Vale para com as comunidades que vivem em redor da área das operações daquela mineradora.

Disse na ocasião que o acto demonstra a vontade e o comprometimento da Vale com a formação e desenvolvimento das comunidades de Tete, oferecendo-lhes ferramentas suficientes para enfrentar os desafios do mercado do trabalho.

Com a renovação desde contrato, segundo o director de Operações da Vale, estão abertas oportunidades para que mais pessoas, sobretudo da camada juvenil, beneficiem de uma formação de qualidade e com equipamentos adequados nos próximos tempos.

Aquele quadro sénior da Vale acrescentou que um dos valores da empresa é de crescer e evoluir juntos e ao apoiar os projectos de formação profissional dos jovens a mineradora está a mostrar preocupação com o desenvolvimento das comunidades, sobretudo dos jovens, para promover a inclusão deles na cadeia produtiva e no mercado de trabalho.

Entretanto, o programa para o mercado do trabalho recrutou em Fevereiro último cerca de mil jovens na província de Tete, dos quais 550 estão a ser submetidos aos cursos de Electricidade Instaladora, Serralharia Civil, Soldadura, Montador de Estruturas Metálicas, Operadores de Motoniveladora, Operadores de Pá-Carregadora e Operadores de Retroescavadoras.

Até ao momento 204 jovens foram formados pelo INEFP em coordenação com a Vale em técnicas profissionais qualificantes e já foram lançados para o mercado do trabalho.

BERNARDO CARLOS

 

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

HÁ alguns anos, o Governo do ex- presidente moçambicano, Joaquim ...
2017-10-20 23:30:00
MAIS um linchamento ocorreu ao princípio desta semana na cidade da Beira, ...
2017-10-20 23:30:00
TURMA, não posso ignorar esta chamada, serei rápido. Enquanto estou ...
2017-10-20 23:30:00
MOCÍMBOA da Praia, na província de Cabo Delgado, está desde ...
2017-10-19 23:30:00
Passam cerca de duas semanas que contei a história onde o personagem ...
2017-10-19 23:30:00