A COMPANHIA de Vandúzi, uma unidade agro-industrial sediada na província de Manica, produz e exporta semanalmente 35 toneladas de hortícolas para o Reino Unido e África do Sul.

O facto foi anunciado há dias aos empresários nacionais e estrangeiros dos ramos agrário e pesqueiro que efectuaram uma visita àquela unidade agro-industrial vocacionada para a produção e exportação de “baby corn” (milho miúdo), piripiri, brócolos, soja de vagem, feijão verde e outros produtos de origem vegetal.

De acordo com explicações dadas aos visitantes, a unidade tem capacidade de processar 200 toneladas de hortícolas diversas por semana, mas a produção actual é de 35, projectando-se, a médio prazo, o incremento das áreas de produção para atingir os níveis instalados naquele empreendimento de agro-processamento.

Fundada em 2004, a Companhia de Vandúzi explora actualmente uma área de 1353 hectares, de um total de 2450 que constituem o seu potencial. O seu volume de produção situa-se na ordem de 800 toneladas por ano.

É das poucas empresas no país que operam o ano todo, com financiamento próprio, recorrendo, para o efeito, a tecnologias de mecanização e irrigação, empregando cerca de 200 trabalhadores.

De acordo com Augusto Jaime, director dos Assuntos Corporativos, a companhia exportou mais de um milhão e 500 mil quilogramas há duas campanhas, na sua maioria de “baby corn”, para o mercado inglês, que absorve e constitui o destino da maioria da produção desta unidade de capitais britânicos.

Para além de milho miúdo e piripiri, a Companhia de Vandúzi dedica-se, de forma sazonal e sobretudo no Inverno, à produção de abóbora miúda e fresca, feijão verde, maçaroca doce, ervilha e melancia.

Constitui um dos exemplos de produção que o país deve seguir para alavancar o seu desenvolvimento económico e social. Aliás, o Chefe do Estado moçambicano, Filipe Jacinto Nyusi, numa visita recente, considerou que a Companhia de Vandúzi, que faz de Manica uma referência no sector agrário, deve inspirar e constituir modelo paraprojectos de natureza agrícola a desenhar, para catapultar a agricultura no país e reduzir a dependência deimportações e incrementar as exportações nacionais.

VICTOR MACHIRICA

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

25.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

PARECE haver motivos bastantes para emprestar as palavras do polémico ...
2018-02-24 00:30:00
O SONO é um veneno que embriaga, paralisa o corpo, corta os movimentos e guia ...
2018-02-24 00:30:00
“Ide por todo o mundo, anunciai a Boa Nova a toda criatura” – Mc ...
2018-02-23 00:30:00
Há reportagens antigas  – nos jornais e televisões -  ...
2018-02-23 00:30:00
SÓ posso começar o presente texto dizendo mesmo isto: INAE, já ...
2018-02-23 00:30:00