Opinião

Politica

O Conselho Superior da Comunicação Social saúda o Estado moçambicano, na pessoa do Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, pela atribuição de ...

quarta, 26 junho 2019
Leia +

Nacional

Uma adolescente, de 18 anos de idade, residente no bairro Xitxuco, na vila autárquica de Massinga, província de Inhambane, deu à luz, ontem dia 25 de Junho, no Hospital Rural ...

quarta, 26 junho 2019
Leia +

Desporto

A DIRECÇÃO do Têxtil do Púnguè garantiu, semana passada, que vai pagar os salários em atraso dos atletas da sua equipa principal de futebol relativos a ...

quarta, 26 junho 2019
Leia +

Beira

LIXO produzido pelo ciclone Idai, contendo amianto, está a constituir um atentado à saúde pública na cidade da Beira. Trata-se de um produto usado no fabrico de ...

quarta, 26 junho 2019
Leia +
Pub
SN

Economia

  O The Economist Intelligence Unit acredita que a Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (ENH) não vai enfrentar dificuldades para obter o financiamento de mais de dois mil ...

quarta, 26 junho 2019
Read more

Tecnologias

Maputo acolhe, hoje, a Reunião Global da OMS, para a eliminação da tracoma no mundo até 2020, segundo um comunicado a que o Notícias Online teve acesso. ...

quarta, 26 junho 2019
Leia +
A Polícia da República de Moçambique (PRM) diz ter neutralizado, semana passada, no posto de controlo de Awasse, no distrito de Mocímboa da Praia, em Cabo Delgado, um grupo de 24 homens, sobre o qual recaem suspeitas de se dirigirem a Mocímboa da Praia para engrossarem as fileiras de homens armados, com ligações islâmicas de influência radical, que têm estado a protagonizar acções terroristas naquela região da província.

De acordo com o porta-voz do Comando Provincial da PRM, Augusto Guta, os homens agora nas mãos das forças policiais se faziam transportar num autocarro da companhia de Tanga Line, proveniente da província de Nampula.

Segundo a fonte, quando a viatura chegou ao posto policial de Awasse, foi alvo de uma acção rotineira de fiscalização, tendo sido descobertos, no seu interior, o grupo daqueles homens que, paradoxalmente, disseram que não conheciam o seu destino.

A PRM assegura que os 24 homens são naturais de Nacala-Porto, em Nampula, e apenas um, de Nangade, em Cabo Delgado.

Augusto Guta explicou que o facto de o grupo não explicar com exactidão o seu destino levantou, desde logo, fortes suspeitas dos elementos da corporação, que imediatamente trataram de mandar parar a viatura para averiguações mais aprofundadas.

“Primeiro, alegaram que eram pescadores e se dirigiam a Mocímboa da Praia para pescar, sem dizer exactamente em que lugar. Como se não bastasse, não traziam nenhum instrumento de pesca. Para nós há fortes indícios de que iam se juntar aos homens armados que têm estado a desestabilizar aquela região. Importa referir que o autocarro transportava também outros passageiros que depois da fiscalização, seguiram viagem” - explicou Guta.

O porta-voz da PRM disse que os homens se encontram neste momento detidos na cela de máxima segurança, vulgo BO, na cidade de Pemba, e já foi legalizada a sua detenção, sendo que o assunto está neste momento nas mãos da Procuradoria provincial.

Aquele oficial da PRM declinou, entretanto, entrar em detalhes sobre o assunto da movimentação de homens armados em Mocímboa da Praia, alegando que se trata de matéria da competência do Comando Geral da PRM.

“Mas importa dizer que a situação está controlada e que as Forças de Defesa e Segurança estão no terreno para garantir a segurança das populações” - disse Guta.

Recorde-se que, a 5 de Outubro do ano passado, um grupo de homens armados com ligações islâmicas atacaram em simultâneo três posições da Polícia da República de Moçambique, matando elementos da Polícia e civis, no distrito de Mocímboa da Praia, no norte de Cabo Delgado. 

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction