Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

Opinião

Politica

O PARTIDO Frelimo apela à população da província do Niassa com idade eleitoral activa, em particular os seus militantes, a aderirem ao processo de recenseamento que vai ...

sábado, 19 janeiro 2019
Leia +

Nacional

A prova de vida para os pensionistas do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), cidade de Nampula, está a ser caracterizada por uma enorme aglomeração na sede desta ...

sábado, 19 janeiro 2019
Leia +

Autárquicas 2018

A VOTAÇÃO nas oito mesas cujos resultados foram anulados pelo Conselho Constitucional na autarquia de Marromeu, em Sofala, deverá ser repetida até ao dia 25 de Novembro ...

quinta, 15 novembro 2018
Leia +
Pub
SN

Desporto

O COSTA do Sol já vai no sétimo dia do estágio na África do Sul, mais concretamente na região de White Rivers, em Mpumalanga, e feito quatro jogos (duas ...

sábado, 19 janeiro 2019
Leia +

Economia

O BANCO Africano de Desenvolvimento (BAD) alerta que se Moçambique não reestruturar a dívida e restaurar a confiança dos investidores, vai aprofundar a crise ...

sábado, 19 janeiro 2019
Read more

Tecnologias

UMA aplicação móvel de gestão de exames de admissão à Universidade Pedagógica (UP), foi ontem lançada, em Maputo, por esta ...

sábado, 19 janeiro 2019
Leia +

OS músicos Stélio Mondlane e Mr. Bow foram os grandes vencedores da 26ª Edição do Ngoma Moçambique, ao arrecadarem respectivamente, os prémios de Melhor Canção e Música Mais Popular, numa cerimónia realizada sexta-feira à noite, no Centro Cultural Universitário da Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo.

Stélio Mondlane com a música “Ni Langui Wene” amealhou um cheque no valor de 145 mil meticais e Mr. Bow, 140 mil meticais com a canção “Bowito”. 

O Ngoma homenageou também o decano da marrabenta, Moisés Manjate da Orquestra Jambo, com o Prémio Carreira (75 mil meticais), pelos seus mais de 50 anos na música.

Para esta edição, que teve início em Setembro do ano passado, concorreram 50 canções, das quais foram seleccionadas para a final as doze mais votadas.

No espectáculo de sexta-feira foram entregues ainda os prémios da Canção Mais Votada (Jomalu – com o “Toma lá Dá Cá”), Melhor Voz Masculina (Jaco Maria – com “The Story of Africa), Melhor Voz Feminina (Euridice “O Amor que Escolhi”), Revelação Feminina (Assa Matusse – “Estranho”) e Revelação Masculina (Albino Mbié – “Awussiwana”).

Na edição passada, cuja final foi realizada na cidade do Chimoio, província de Manica, a música “Amai”, dos Massukos, venceu o prémio de Melhor Canção. O músico Kekey conquistou, através da composição “Zena”, o título de Canção Mais Popular. “Fofo-fofo”, de Sandra Isaías, conquistou o prémio Fusão, enquanto na revelação foi distinguido Tchendjerai Tobias, com a canção “Kwatakwakurira”, em masculinos, e Nilza Manjate (“Não é o fim”) como revelação feminina.

Ao nível de vozes, Ali Faque foi o melhor em masculinos com a música “Cano”, e Yolanda Chicane (“Gacha”) foi a melhor voz feminina.

O Prémio Carreira coube a Nhancalize, músico oriundo da província de Manica, que faleceu o ano passado.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction