Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

Opinião

Politica

UM monumento alusivo ao massacre de Inhaminga vai ser construído, em breve, nesta região do distrito de Cheringoma, na província central de Sofala. O anúnciofoi feito ...

sexta, 22 junho 2018
Leia +

Economia

A Electricidade de Moçambique (EDM) investiu 5 milhões de dólares na aquisição de um transformador de 200 Megawatts visando reforçar a potência de ...

quinta, 21 junho 2018
Read more
Pub
SN

Desporto

A Croácia tornou-se na noite de ontem na quarta selecção a garantir presença nos oitavos-de-final do “Mundial” de futebol que decorre na Rússia, ...

quinta, 21 junho 2018
Leia +

Nacional

O investigador Fernando Jorge Cardoso defendeu ontem que os ataques contra civis no norte de Moçambique são financiados por "radicais islâmicos", com o objectivo de ...

sexta, 22 junho 2018
Leia +

OS cineastas moçambicanos Sol de Carvalho e Chico Carneiro são os vencedores nacionais do concurso cinematográfico CPLP Audiovisual, com as películas “O Dia em que Explodiu Mabata Bata” e “Djambo”, respectivamente.

A obra de Sol de Carvalho é uma ficção adaptada de um conto do consagrado escritor Mia Couto, enquanto a de Chico Carneiro é um documentário.

Estes dois filmes foram seleccionados no âmbito do concurso Programa de Fomento à Produção e Difusão de Conteúdos Audiovisuais da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que premeia documentários (DOCTV II) e trabalhos cinematográficos baseados em adaptações de obras literárias nacionais (FICTV I). 

Com 2.351 pontos, “O Dia em que Explodiu Mabata Bata” foi o filme de ficção vencedor do Programa FICTVI – CPLP.

Sol de Carvalho buscou um dos contos de Mia Couto, “O Dia em que Explodiu Mabata Bata”, da obra “Vozes Anoitecidas” e transformou-o em filme. Com este triunfo o projecto receberá 150 mileuros como verba de produção.

Já “Djambo”, que arrecadou 1672 pontos, foi o projecto de documentário seleccionado pelo Programa DOCTV-CPLP Audiovisual no Pólo de Moçambique 2015. Com esta conquista o projecto receberá 50 mil euros como verba de produção.

O documentário narra a vida de Carlos Djambo, um fotógrafo-guerrilheiro e militante. As imagens conduzem-nos a uma viagem às antigas zonas libertadas no norte de Moçambique.

“A vida de Carlos Djambo não difere em radicalidade dos grandes heróis da esquerda revolucionária mundiais. É um dos poucos moçambicanos ainda vivos que podem recriar hoje a imaginação fotográfica ligada à acção da luta de libertação de Moçambique.

Como guerrilheiro-fotógrafo, ele viveu uma série de decisões radicais, onde forjou princípios de vida, de sacrifício e de compromisso com uma causa maior. Sobreviveu a várias guerras e à queda do avião que matou Samora Machel em Mbuzini”, lê-se na sinopse.

Para o ano 2015, segunda edição destes programas, os objectivos mantêm-se com foco na estimulação do intercâmbio cultural entre a população da CPLP: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

A selecção ficou a cargo de comissões nacionais formadas nos países participantes.

O Programa CPLP Audiovisual é coordenado pelo Secretariado Executivo da CPLP, junto à Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura do Brasil e o Instituto do Cinema e do Audiovisual de Portugal, sendo realizado em cada Estado-membro da CPLP por Pólos Nacionais formados pelas autoridades nacionais do audiovisual e as respectivas televisões públicas.

Sábados

CLICKADAS

TEMA DE ...

A multiplicidade étnica e religiosa é, sem dúvida, uma ...

...

A busca por um sistema educacional que incluísse as línguas, ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction