Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

Opinião

Politica

O Conselho Constitucional (CC) recomendou, esta semana, a necessidade urgente de se sistematizar e uniformizar a legislação eleitoral dispersa num código eleitoral, com vista a ...

sexta, 16 novembro 2018
Leia +

Nacional

Pouco mais de três milhões de meticais é o montante necessário para a montagem de uma unidade de produção semi-industrial de sabão, na base do ...

sexta, 16 novembro 2018
Leia +

Autárquicas 2018

O CONSELHO Constitucional (CC) validou hoje os resultados das eleições de 10 de Outubro em 52 conselhos autárquicos do país e anulou os de Marromeu, na província de ...

quarta, 14 novembro 2018
Leia +
Pub
SN

Desporto

A SELECÇÃO Nacional de Futebol está obrigada a vencer amanhã a Zâmbia, para continuar a alimentar esperanças de participar no CAN-2019, agendado para ...

sexta, 16 novembro 2018
Leia +

Economia

Mais de trinta representantes das empresas concessionárias da área de algodão no país encontram-se esta semana a participar, na cidade de Nampula, num seminário de ...

sexta, 16 novembro 2018
Read more

Tecnologias

O país precisa de mais médicos especializados na área de urologia para responder aos desafios impostos pelas doenças deste fórum e que constituem um grande peso ...

sexta, 16 novembro 2018
Leia +

Cinco livros de igual número de autores moçambicanos constam do plano de leitura de Portugal, recomendado pelo Ministério da Educação daquele país europeu.

Trata-se das obras “O Pátio das Sombras”, de Mia Couto; “O Caçador de Ossos” e “Leona, a filha do silêncio”, ambos da autoria de Carlos dos Santos; “O Casamento Misterioso de Mwija”, de Silva Dunduro, actual Ministro da Cultura e Turismo; e “Kanova e o Segredo da Caveira” de Pedro Pereira Lopes.  

Estes livros, orientados para o público infanto-juvenil, têm de comum o facto de terem sido editados pela Escola Portuguesa de Moçambique.

Estas obras fazem ainda parte de uma colecção de dez publicações, integrada num projecto que recria contos, histórias e mitos da tradição oral de Moçambique.

Neste plano de leitura tem ainda um livro “O Massacre Português de Wiriamu: Moçambique, 1972”, do conceituado historiador Mustafah Dhada, de origem moçambicana e residente nos Estados Unidos da América.

O livro de Dhada saiu sob a chancela da editora Tinta da China.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction