Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

O RESPEITO pelo bom profissional de saúde, reconhecendo publicamente a sua abnegada entrega ao trabalho, pode contribuir para o funcionamento completo e humanizado da instituição. Até porque uma das políticas prioritárias no sector de saúde é a humanização.

A estratégia de implementar políticas e práticas de humanização no ambiente de trabalho mostra-se de suprema importância, dado que há profissionais que se sentem excluídos da organização em face de, primeiro, não serem devidamente tratados pelos seus superiores hierárquicos ou não fazerem parte da lista quando se fala de benefícios.

A existência de condições de trabalho adequadas para que estes possam realizar, efectiva e condignamente o seu trabalho ajuda a criar disposição a este servidor. Aliás, uma das reclamações que temos acompanhado prende-se com a sobrecarga do horário de trabalho, o que não permite que estes realizem a contento as suas actividades, bem como não tenha uma melhor qualidade de vida e humanização no ambiente em que prestam seus serviços.

Os baixos salários e condições precárias de trabalho geram nos trabalhadores desgastes físicos e emocionais.

Neste contexto, a humanização implica igualmente investir no trabalhador para que ele tenha condições de prestar atendimento humanizado. Para tanto é preciso assegurar melhores condições de trabalho, assim como adoptar estratégias de reconhecimento e de valorização dos profissionais, detonando com isso respeito e consequentemente um ambiente de trabalho humanizado.

Olhar o trabalhador da saúde como pessoa humana é uma das mais importantes vantagens para o organismo governamental. Ao mesmo tempo que ela deve melhorar os procedimentos de recrutamento da sua mão-de-obra, sobretudo a que lida diariamente com os pacientes.

Se aliar-se a qualidade de formação, melhor selecção e presença, nos sectores, de gestores que sejam capazes de motivar os profissionais, provocando neles mudanças estruturais e culturais que os estimulem a desenvolverem habilidades e competências, eles vão entregar-se mais ao trabalho e participar activamente no desenvolvimento da instituição.

A razão da existência de um sistema de saúde é o cuidar da saúde, e na actualidade esse cuidar precisa ser feito de maneira humanizada tanto para os usuários como para os profissionais que trabalham nesses ambientes. Mas, o que vem a ser humanização?

O conhecimento das condições no ambiente de trabalho da área de saúde mostra a necessidade da reformulação das práticas quotidianas de humanização. Falar de humanização do ambiente para os profissionais de saúde, quando se tem espaços físicos inadequados e em péssimo estado de conservação, soa irónico, pois a parte física é um item importante no preparo de um ambiente humanizado.

Os desafios para a implantação de um programa de humanização nos ambientes de saúde são muitos. É preciso que os gestores ampliem a sua visão em relação aos profissionais de saúde e passem a vê-los como seres humanos, que necessitam se sentir acolhidos e protegidos pela instituição em que prestam os seus serviços, desempenhando assim as suas actividades de forma mais eficaz e com mais comprometimento.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction