Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

Mais de quinze mil empregos directos foram criados ao longo dos últimos cinco anos no sector do turismo em Moçambique. Como reflexo, o número de trabalhadores do sector subiu para 45 mil, perto de metade dos quais são mulheres.

Estes dados foram revelados ontem pelo Ministro do Turismo, Carvalho Muária, na abertura do XI Conselho Coordenador do pelouro que decorre até sábado no município de Mocuba, província da Zambézia.

O encontro decorre sob o lema “Turismo como factor de inclusão social, conservação dos recursos naturais e desenvolvimento local”.

Muária afirmou que o país partiu no ano 2009 com 31 mil empregos, mas graças ao investimento de 871 milhões de dólares norte-americanos feito no sector, o número de postos de trabalho directos e indirectos foi crescendo ao longo dos anos.

Ainda assim, reconhece o ministro, não foi possível resolver a totalidade dos problemas que foram surgindo ao longo do percurso, nomeadamente o surgimento de trabalhadores excedentários. No entanto, disse acreditar que as estratégias que serão debatidas na reunião de Mocuba poderão contribuir para reduzir ainda mais o desemprego através do turismo, uma actividade económica com efeitos multiplicadores.

Dos investimentos aprovados pelo Governo resultou a construção e entrada em funcionamento de 578 novos estabelecimentos hoteleiros e de restauração no triénio 2010-2013. Apurámos no local que a construção destes empreendimentos resulta da implementação da desconcentração de poderes para os órgãos locais e a alocação do Fundo Distrital de Desenvolvimento, que estão a conferir maior capacidade de alojamento nos distritos.

Carvalho Muária afirmou ainda que constitui um grande desafio medir o real contributo do sector do turismo na economia de Moçambique. Todavia, referiu que há neste momento uma indicação mais do que clara de que o turismo tem peso económico muito grande no desenvolvimento do país.

De acordo com os resultados da conta satélite do turismo, em 2008, bem como em 2010, a contribuição do turismo para o Produto Interno Bruto (PIB) foi de 5,6 por cento, o que revela que a contribuição do turismo no PIB está acima do dobro dos valores apurados pelo actual sistema de contas nacionais.

Relativamente às receitas colectadas nas áreas de conservação, fundamentalmente, resultante da actividade cinegética e da entrada de turistas nas reservas, cresceu para 76 milhões de meticais no ano passado depois de ter saído de 34 milhões em 2009. O ministro do Turismo afirmou, por outro lado, que no contexto da canalização dos 20 por cento das receitas de exploração para as comunidades locais, mais de 15 milhões de meticais foram concedidos à população que vive nos arredores das coutadas oficiais, dos blocos de caça, dos parques e reservas nacionais localizadas nas províncias de Cabo Delegado, Niassa, Sofala, Manica, Inhambane e Gaza.

Para a diversificação do produto turístico, novos parques e reservas, bem como novas coutadas oficiais foram aprovadas e no mesmo esforço foram redimensionados os limites e implantadas novas infra-estruturas de gestão turísticas a nível do país.

Dados apurados pela nossa Reportagem indicam que quanto à capacidade de camas instaladas houve igualmente um crescimento de 18 mil camas no ano 2009 para 45 mil no ano passado.

Entretanto, durante os três dias serão discutidos vários documentos a destacar as prioridades para a elaboração do próximo programa quinquenal do governo 2015/2019, projecto Capulana: desafios e constrangimentos, relatórios das direcções provinciais e das áreas, entre outros.

No local está patente uma exposição fotográfica que retrata as principais realizações do sector no quinquénio.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction