Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

CERCA de 90 jovens que se identificaram como sendo naturais e residentes de Palma, na província de Cabo Delgado, tem-se concentrado, desde o início da semana em curso, junto ao edifício onde funciona o governo distrital para forçar um encontro com as autoridades administrativas e manifestarem o seu desconforto com relação à alegada falta de oportunidades de emprego nas empresas que participam nos projectos de exploração de gás na bacia de Rovuma, sediadas e/ou representadas na vila-sede distrital.

Dados obtidos em contacto telefónico estabelecido junto de alguns dos jovens integrantes do grupo acima mencionado referem que o desalento surge em virtude de os jovens estarem a ser preteridos a favor de pessoas supostamente oriundas de outros pontos do país, no provimento de vagas de trabalho nas empresas que se estabeleceram em Palma, no âmbito da logística de gás e petróleo do Rovuma. Os jovens defendem que também deviam ser chamados, pois nem todo o trabalho exige qualificações técnicas específicas.

Com efeito, existem pessoas que há mais de um ano se posicionam em frente das várias empresas que operam na logística de gás e petróleo em Palma à espera de oportunidade de uma vaga de emprego, mas sem sucesso.

Convidado a pronunciar-se sobre o assunto, o governo do distrito de Palma, através do respectivo secretário permanente distrital, Sérgio Sawale, confirmou ter-se reunido quarta-feira com os cerca de 90 jovens.

“Estamos reunidos, depois iremos produzir uma informação oficial sobre os consensos alcançados que, oportunamente, partilharemos com a comunicação social. Mas queria apelar aos nossos concidadãos que precisamos de ser pacientes, temos de ter calma, porque os projectos ainda não iniciaram plenamente com as actividades”, destacou Sérgio Sawale.

No âmbito das iniciativas do Instituto Nacional do Emprego (INEFP), Delegação de Cabo Delgado, que visam facilitar a criação de emprego e estimular o auto emprego e o empreendedorismo, programa que prevê abranger cerca de 26 mil cidadãos de ambos sexos ao nível da província, aquela instituição entregou há cerca de dois meses, em Palma, “kits” de ferramentas a 282 jovens formados nas especialidades de carpintaria, pedreiro, corte e costura, processamento de vegetais, mecânica de motorizadas, panificação, artesanato, electricidade instaladora, pintura civil e jardinagem.

O secretário permanente, que orientou a cerimónia, enalteceu, na ocasião, o gesto do INEFP em Cabo Delgado, tendo afirmado que iniciavas do género são uma mais-valia para o desenvolvimento socioeconómico do distrito, porquanto contribuem para a criação de mais postos de emprego ao nível local.

A cerimónia de entrega dos “kits” aos jovens do distrito de Palma marcou o culminar de um conjunto de acções iniciadas em 2015 ancoradas no projecto denominado “Competências para o Emprego e a Produtividade em Moçambique”, financiado pela Coreia do Sul e que contou com a coordenação técnica da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Durante a implementação do projecto (2015/17), foram formados e apoiados perto de 1.1475 jovens dos distritos de Chiure, Montepuez e Palma em diferentes áreas do saber com objectivo de apoiá-los em medidas activas de geração de emprego.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction